Boris Johnson e ministro das Finanças multados devido a festas durante confinamento

12 abr, 14:15
Boris Johnson e Volodymyr Zelensky passeiam pelas ruas de Kiev (AP)

Oposição pede demissão do chefe do executivo e do ministro, defendendo que "os conservadores estão completamente incapazes de governar"

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e o ministro das Finanças, Rishi Sunak, vão ser multados pela Polícia Metropolitana na sequência da investigação de festas realizadas em Downing Street durante o período de confinamento devido à covid-19, avança a CNN.

A Polícia Metropolitana revelou esta manhã que emitiu mais de 50 referências para notificações de multas em relação à violação das regras de pandemia de covid-19 em Downing Street. Sabe-se agora que um dos multados é precisamente o primeiro-ministro e o ministro das Finanças.

De acordo com a Reuters, que cita o Telegraph, a esposa de Boris Johnson também está entre as 50 pessoas multadas.

Na sequência deste anúncio, o líder do Partido Trabalhista, Keir Starmer, pediu a demissão do chefe do executivo e do ministro das Finanças, através de uma publicação no Twitter, defendendo que "os conservadores estão completamente incapazes de governar". "Os britânicos merecem melhor", acrescentou.

Nos últimos meses, Boris Johnson esteve envolvido numa polémica relacionada com a violação das regras sanitárias impostas pelo próprio Governo britânico para conter a propagação do vírus da covid-19. O caso ficou conhecido por "Partygate", em alusão às festas realizadas em Downing Street, que contaram com a participação do chefe do governo.

Esta situação acabou por manchar o executivo de Boris Johnson, que chegou a pedir desculpa à nação pelo sucedido, explicando que não sabia que se tratavam de festas, mas sim de convívios relacionados com o trabalho do executivo.

A polícia continua a investigar 12 eventos na residência oficial do primeiro-ministro britânico que poderão ter violado as restrições em vigor para contenção da pandemia. Boris Johnson terá marcado presença em pelo menos três dessas ocasiões. No passado dia 29 de março, a polícia britânica anunciou a emissão de 20 multas, na sequência da violação das normas para conter a pandemia, com a realização de festas na residência oficial do primeiro-ministro, em Londres. Na altura, as autoridades fizeram saber que ainda existia uma quantidade "significativa" de material que precisava de ser investigado, pelo que poderão ser passadas novas multas relacionadas com estas violações num futuro próximo. 

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados