As novas imagens obtidas pela CNN que provam as mortes de Bucha durante a ocupação russa

27 abr, 03:57

Vídeos captados por drone a 12 e 13 de março mostram que enquanto os tanques russos percorriam Bucha, já havia cadáveres abandonados nas ruas. E desmentem alegações russas de que as mortes teriam sido encenadas após a cidade ter sido retomada pelas forças ucranianas

Novas imagens de drone divulgadas em exclusivo pela CNN Internacional confirmam a existência de cadáveres espalhados nas ruas de Bucha durante a ocupação russa da cidade. As imagens foram divulgadas esta noite, juntamente com fotos que integram as provas que têm sido recolhidas pelas autoridades ucranianas para uma acusação de crimes de guerra contra as forças invasoras.

Poucas horas depois de Vladimir Putin voltar a negar qualquer responsabilidade russa no massacre de Bucha, repetindo frente a António Guterres que se trata de uma encenação e provocação dos ucranianos para incriminar as forças russas, as imagens divulgadas esta noite pela CNN Internacional somam-se a um vasto conjunto de provas documentais e testemunhos que desmentem as alegações russas.

A CNN geolocalizou e confirmou a autenticidade dos vídeos, que foram captados por um drone nos dias 12 e 13 de março. Um veículo militar russo é visto num cruzamento no vídeo de 13 de março, e ao fundo da rua vêem-se três vultos, que correspondem aos mesmos três corpos que são visíveis em imagens de satélite recolhidas pela Maxar Technologies a 18 de março e num vídeo de 1 de abril.

O vídeo do drone de 13 de março também mostra outro veículo militar russo a subir a rua, em direção aos corpos. Quanto ao vídeo de 12 de março, mostra vários soldados russos à volta de um veículo militar estacionado no quintal de uma casa, mesmo ao fundo da rua onde estão os corpos.

Estes vídeos de drone são a primeira prova que mostra veículos e tropas russos a operar na rua de Bucha onde os corpos foram encontrados pelas forças ucranianas, quando retomaram a cidade a 1 de abril. O Kremlin tem insistido que os cadáveres (ou alegados cadáveres) não estavam naqueles locais quando as suas forças deixaram a cidade - alegação que estas novas imagens desmente.

A CNN pediu comentários ao Ministério da Defesa russo, mas não recebeu uma resposta até à divulgação da notícia.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados