Uma tragédia que está a chocar a Inglaterra: uma criança de nove anos foi fatalmente baleada numa perseguição em Liverpool

CNN Portugal , FMC
24 ago, 19:25
Olivia Pratt-Korbel foi morta durante um tiroteio em Inglaterra (Twitter)

O caso decorreu na cidade de Liverpool na segunda-feira. Dois homens foram perseguidos por um homem armado que ao disparar contra um dos homens, atingiu Cheryl Korbel e a sua filha

A cidade de Liverpool, na Inglaterra está chocada com a trágica morte de uma menina de nove anos. Olivia Pratt-Korbel e a mãe acabaram como danos colaterais de uma inesperada perseguição.

Segundo noticiado pelo The Guardian, eram cerca de 22:00 horas quando dois homens caminhavam pela rua. Perto da casa de Cheryl Korbel foram surpreendidos por uma pessoa, encapuçada e armada, que os seguia e que começou a disparar.

Os dois indivíduos começaram a correr, o que não demoveu o atirador que os perseguiu. Nesse momento, Cheryl Korbel ao tentar perceber o que estava a acontecer abriu a porta de casa, tornando-a num refúgio ideal.

Um dos homens correu na sua direção, sem que Cheryl tivesse tempo de impedir a passagem, apesar de todos os esforços. Atrás dele seguiu também o atirador que voltou a disparar, já na entrada da habitação.

As balas acabaram por atingir não só o alvo pretendido como também Cheryl e, infelizmente, a pequena Olivia Pratt-Korbel, que se tinha colocado atrás da mãe.

O atacante pôs-se em fuga e o homem, que também foi baleado, foi recolhido por um Audi preto que misteriosamente apareceu e o levou, deixando Cheryl e Olivia para trás.

Mãe e filha foram, mais tarde, transportadas para o hospital. Cheryl ficou com ferimentos no braço e Olivia acabou por morrer apesar de todos os esforços médicos.  

O indivíduo atingido ficou ferimentos graves, mas não mortais e está internado.

No Twitter, a polícia informou que esse homem, agora identificado como Joseph Nee foi detido. Segundo avança a BBC News, Nee tem antecedentes criminosos e terá violado os termos da liberdade condicional. Os detetives responsáveis do caso de Olivia estão a interrogar Nee pelos acontecimentos fatídicos de segunda-feira. 

Segundo a polícia, o misterioso Audi foi, entretanto, apreendido. No que respeita ao atirador e ao terceiro homem envolvido no episódio, pouco se sabe. As informações divulgadas pelos detetives referem que o culpado do crime estava vestido com roupa escura no momento da agressão e mede cerca de 1 metro e 70 centímetros.

A polícia reforça que está empenhada em apanhar o responsável pela tragédia e apela a todos os que tenham informações para que informem as autoridades.  

"Se viram, ouviram, capturaram ou sabem alguma coisa, digam-nos diretamente ou anonimamente e nós continuaremos a agir", pediu o detetive Mark Kameen.  

O caso está a chocar não só a cidade, como também todo o país. Entre as várias pessoas que manifestaram o seu pesar e indignação está Boris Johnson
que apelidou o tiroteio como "abominável" e "sem sentido". 

Europa

Mais Europa

Patrocinados