Rio Ave-Vizela, 0-1 (crónica)

Nuno Dantas , Estádio do Rio Ave FC, Vila do Conde
6 ago, 17:29

Rio Ave regressa à I Liga com uma derrota

Foi o regresso à I Liga que ninguém em Vila do Conde queria. O Rio Ave perdeu na receção ao Vizela, numa partida onde venceu a equipa mais experiente e matreira.

Os vilacondenses até entraram melhor, até estiveram perto de marcar, mas faltou sempre qualquer coisa – muita maior dinâmica ofensiva – à formação orientada por Luís Freira, que acabou expulso.

Já a equipa orientada por Álvaro Pacheco soube ser paciente, deixou o adversário ter bola e, no momento certo, marcou. Nuno Moreira saiu do banco ao intervalo para fazer o único golo do encontro.

Estádio cheio, ambiente bonito

Um ano depois da descida à II Liga, onde se sagrou campeão, o Rio Ave estava de regresso ao convívio dos grandes. Grande festa dos adeptos na bancada, apadrinhada pelo Vizela, que também levou a Vila do Conde uma bonita moldura humana.

Luís Freire, também ele de regresso à I Liga, apostou num onze com apenas duas caras novas - Miguel Nóbrega e Paulo Vítor. Álvaro Pacheco também apostou na estabilidade, apostando num reforço (Buntic) e num regresso após empréstimo (Tomás Silva).

Os rioavistas queriam um regresso vitorioso e, por isso, entraram a todo o vapor, com mais bola e com maior número de aproximações à baliza contrária. No entanto, do outro lado estava uma formação vizelense experiente e matreira, que espera o erro contrário para ferir o adversário.

A primeira oportunidade de perigo foi para os da casa. Miguel Nóbrega, após canto, foi ao terceiro piso cabecear rente ao poste. Ainda se gritou golo nas bancadas. Na resposta, dois minutos volvidos, Kiko Bondoso rematou cruzado rente ao poste. A seguir, Opeyemi aproveitou o erro de Aderlan Santos para se isolar, mas Jhonatan fez bem a mancha e impediu o golo.

Com o aproximar do intervalo, o jogo arrefeceu e o esférico esteve longe das balizas. Os técnicos sentiam que o jogo precisava de mais e ambos mexeram ao intervalo. Luís Freire lançou Amine, no lugar de Vítor Gomes, e Álvaro Pacheco trocou Opeyemi por Nuno Moreira.

O golo de Nuno Moreira

Acabou por ser o Vizela a estar perto do golo. Jogada de entendimento do lado direito, Kiko Bondoso colocou rasteiro no coração da área onde apareceu Samu a rematar à barra.

A partida continuava equilibrada, mas acabaria por voltar a ser a turma vizelense a chegar perto da baliza e a marcar. Kiki cruzou atrasado da esquerda para remate de Méndez. Jhonatan ainda parou o remate, mas nada pôde fazer contra a recarga de Nuno Moreira.

O técnico vilacondense reagiu de imediato e fez duas alterações, refrescando a frente de ataque. No entanto, a formação rioavista sentiu muito o golo e não conseguia reagir perante um Vizela vem organizado. O futebol dos locais precisava de um Guga mais ativo, que entretanto havia desaparecido de jogo.

Até ao final, o Rio Ave tentou mudar os acontecimentos, mas sem qualquer perigo e sem qualquer critério.

Relacionados

Patrocinados