"Não é fácil, mas é ótimo". Os nove gémeos que desafiaram todas as probabilidades fazem um ano

5 mai, 11:03

São cinco são raparigas (Adama, Oumou, Hawa, Kadidia e Fatouma) e quatro rapazes (Oumar, Elhadji, Bah e Mohammed VI)

A gravidez de Halima Cissé foi tudo, menos normal.

Natural do Mali, na altura com 25 anos, Halima era casada, tinha uma filha e tinha engravidado novamente. Não imaginava que iria acabar a gastar cerca de 100 fraldas e mais de seis litros de leite por dia.

Em 2021, Halima Cissé tornou-se na primeira mulher do mundo a dar à luz nove gémeos com êxito, entrando para o Guinness World Records. Anteriormente, apenas a australiana Geraldine Brodrick tinha feito o mesmo, em 1971, mas todos os bebés acabaram por falecer em menos de seis dias.

Antes do nascimento dos seus nove filhos, Halima foi levada de avião para Marrocos pelo governo do Mali para um atendimento especializado, sendo que os bebés nasceram de cesariana, com 30 semanas, e pesavam entre 500 gramas e um quilo.

Os nove gémeos, nascidos a 4 de maio, completaram agora um ano. São cinco são raparigas (Adama, Oumou, Hawa, Kadidia e Fatouma) e quatro rapazes (Oumar, Elhadji, Bah e Mohammed VI).

Em declarações à BBC News, o pai, Abdelkader Arby, um oficial do exército do Mali, afirma que os nove filhos se encontram "com saúde perfeita" e já gatinham. "Eles começaram a gatinhar agora. Alguns sabem estar sentados e conseguem andar se se segurarem a alguma coisa".

Sobre ser pai de nove gémeos bebés, Abdelkader declara: "Não é fácil, mas é ótimo. Mesmo que às vezes seja cansativo, quando olhamos para todos os bebés em perfeita saúde ficamos aliviados. Esquecemos tudo".

Atualmente, as crianças ainda estão sob os cuidados da clínica Ain Borja, em Casablanca, em Marrocos, onde nasceram. A mãe e as crianças vivem no que o pai descreveu como um "apartamento medicalizado", acompanhadas por enfermeiras. "Há enfermeiras que estão aqui, além da minha esposa, que ajudam a cuidar das crianças".

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

África

Mais África

Patrocinados