Teremos de reduzir em 15% o consumo de gás? Saiba como poupar na sua casa

21 jul, 22:00
Gás (GettyImages)

A CNN Portugal falou com uma especialista em proteção financeira da Deco, que deixa algumas dicas para quem quiser poupar gás e, consequentemente, alguns euros ao final do mês

Numa altura em que a Comissão Europeia pediu aos 27 Estados-membros para reduzir em 15% o consumo de gás até à primavera - e apesar de Portugal já ter feito saber que "não aceita" tal medida -, saber como poupar gás e, desta forma, reduzir alguns euros na fatura ao final do mês é sempre útil.

A CNN Portugal falou com Natália Nunes, do gabinete de proteção financeira da Deco, e reuniu alguns conselhos de poupanças que pode começar já a aplicar em sua casa, principalmente na cozinha e na casa de banho. 

Na cozinha

  • Quando está a cozinhar num fogão a gás, deve utilizar um bico adequado ao tamanho do tacho. Um bico pequeno para uma panela grande vai fazer com que gaste mais gás;
  • Quando está a cozinhar, coloque sempre as tampas nos tachos, porque conserva mais calor e faz com que o conteúdo ferva mais depressa; 
  • Tenha em atenção a quantidade de água que utiliza para cozer ovos ou legumes. Tente utilizar apenas a água necessária, porque quanto mais água colocar, mais tempo esta demora a ferver e, consequentemente, mais gás gasta;
  • Sempre que a água, ou qualquer outro líquido que tenha na panela, começar a ferver, pode reduzir a chama; 
  • Um uso mais frequente da panela de pressão vai permitir uma poupança que pode ir até aos 15%;
  • Abrir e fechar a porta do forno também é uma má estratégia para a poupança. Evite fazê-lo, porque desperdiça energia e gasta mais gás.

Na casa de banho

  • No que toca ao esquentador, independentemente de ser inteligente ou manual, tente regular e diminuir a temperatura. Há muitas pessoas que tanto de verão como de inverno utilizam sempre a mesma temperatura e isso é um gasto de gás desnecessário;
  • Prefira os duches rápidos ou, se for de demorar muito tempo, prefira os banhos de imersão, porque vai acabar por gastar menos água e consequentemente menos gás;
  • Reduza o tempo dos banhos, porque isso também ajuda a poupar água e gás;
  • Sempre que estiver a ensaboar, desligue a água; 

Relativamente à habitação como um todo, a Deco aconselha a isolar ao máximo a casa, porque se tiver um bom isolamento, acaba por não necessitar tanto de aquecimento, seja ele a gás ou elétrico. 

Comissão Europeia propôs esta quarta-feira uma meta para redução do consumo de gás na União Europeia de 15% até à primavera, quando se teme corte no fornecimento russo, admitindo avançar com redução obrigatória da procura.

Num pacote esta quarta-feira publicado sobre “poupar gás para um inverno seguro”, o executivo comunitário aponta que “a UE enfrenta o risco de novos cortes no fornecimento de gás da Rússia, com quase metade dos Estados-membros já afetados por entregas reduzidas”.

O secretário de Estado do Ambiente e da Energia já fez saber, ao jornal Público, que a resposta de Portugal ao pedido é "não".

João Galamba disse que o Governo "não aceita" a proposta da Comissão Europeia, porque considera que esta ignora o facto de o país não ter interligações com o resto da Europa, mas também porque o consumo de gás dirige-se essencialmente à indústria e à produção de electricidade.

O governante fez questão de sublinhar que Portugal utiliza o gás "por absoluta necessidade" e, por isso mesmo, "irá opor-se" à aprovação de uma medida que classificou como "insustentável" e "desproporcional". Recorde-se que Bruxelas precisa do voto favorável de uma maioria qualificada no Conselho Europeu.

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados