Turquia
Finalizado
3 - 1
Geórgia

Galp deixa Torres de Lisboa e muda sede para Alcântara. Vai pagar renda de cinco milhões por ano

27 jan 2023, 09:33
Aumento do preço dos combustíveis (Lusa/Paulo Novais)

Petrolífera vai mudar-se no final do ano para o ALLO - Alcântara Lisbon Offices, passando a ser vizinha da consultora EY. Vai pagar uma renda de cinco milhões de euros por ano

A Galp vai trocar Benfica por Alcântara. A petrolífera nacional vai mudar-se para o ALLO – Alcântara Lisbon Office, passando, assim, a ser vizinha da consultora EY, revelou ao ECO uma fonte do mercado imobiliário. Esta mudança de sede, que deverá acontecer no final de 2023, foi um processo complicado, marcado por vários recuos e avanços nas negociações. A empresa vai ficar a pagar uma renda de cerca de cinco milhões de euros por ano na nova casa.

O ECO sabe que as negociações decorreram durante vários meses e que o processo teve vários avanços e recuos, mas já está fechado e a mudança deverá acontecer até ao final do ano, altura em que terminam os contrato de arrendamento nas Torres de Lisboa.

A empresa vai ocupar uma área de cerca de 20 mil metros quadrados (incluindo o parque de estacionamento) em sete pisos do edifício B e está já, inclusive, a trabalhar nos projetos de design da futura nova casa. Os escritórios, em open space, estarão equipados com painéis fotovoltaicos.

Esta mudança é feita a pensar “na ótica da cooperação, criatividade, agilidade e produtividade das equipas de trabalho”, tendo por base a “continuidade do modelo de trabalho híbrido”, que já está implementado na Galp desde o final de 2021, refere um comunicado a que o ECO teve acesso.

O ECO apurou ainda que o valor do metro quadrado do edifício que vai ocupar no ALLO ronda os 20 euros, o que significa que a empresa vai ficar a pagar uma renda de cerca de cinco milhões de euros ao ano, o equivalente a cerca de 415 mil euros por mês.

“Este novo espaço de trabalho irá fomentar a agilidade e o dinamismo das equipas. Os espaços amplos e abertos vão inspirar e estimular um trabalho ágil entre equipas que é essencial para o futuro”, afirma o CEO Filipe Silva, no comunicado interno. O ECO questionou a Galp sobre esta mudança, mas não obteve resposta até à publicação deste artigo.

A Galp está atualmente sedeada no Centro Empresarial Torres de Lisboa, ocupando duas torres, com senhorios diferentes. Na Torre A, propriedade da espanhola Merlin Properties, ocupa a totalidade no edifício, numa área de cerca de 14 mil metros quadrados, onde tem cerca de 1.000 trabalhadores. Já a Torre C é propriedade do Fundo de Pensões da Galp Energia.

O ALLO – Alcântara Lisbon Office é promovido pela Bedrock Capital para um family office português e representa um investimento de 125 milhões de euros. Conta com uma área bruta de construção acima do solo de cerca de 39 mil metros quadrados, dividida por dois edifícios de escritórios de características semelhantes, cada um com sete pisos acima do solo.

ALLO – Alcântara Lisbon Office. 

O primeiro inquilino a ser conhecido foi a consultora EY, que vai trocar a zona de Entrecampos por Alcântara, passando a ocupar uma área de cerca de 8.500 metros quadrados, repartida por quatro pisos de um dos edifícios, onde ficarão instalados os 1.400 colaboradores na capital.

Entre janeiro e setembro de 2022, a Galp registou um aumento de 86% nos lucros, para 608 milhões de euros, ajudado, sobretudo, pelo aumento dos preços do petróleo e do negócio de refinação.

Relacionados

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados