Astrónomos registam numa mesma imagem sombra de buraco negro e jato de matéria

Agência Lusa , DCT
26 abr, 17:04
Observatório Europeu do Sul (OES)

A galáxia M87 situa-se a 55 milhões anos-luz da Terra e tem um buraco negro com uma massa 6,5 mil milhões de vezes maior do que a do Sol

Astrónomos registaram pela primeira vez, numa mesma imagem, a sombra do buraco negro da galáxia Messier 87 (M87) e o jato nas proximidades que lança matéria para o espaço, uma observação na qual esteve envolvido o português Hugo Messias.

A imagem da sombra deste buraco negro - corpo denso e escuro do Universo do qual nada escapa, nem mesmo a luz - já tinha sido divulgada em 10 de abril de 2019.

Desta vez, a mesma equipa obteve a imagem simultânea da sombra do buraco negro, situado no centro da galáxia M87, e do jato a emergir próximo e que se liga com a matéria que rodeia o buraco negro, refere em comunicado o Observatório Europeu do Sul (OES), que opera um dos telescópios usados nas observações, o radiotelescópio ALMA, no Chile, com o qual Hugo Messias trabalha.

"À medida que orbita o buraco negro, a matéria aquece e emite luz. O buraco negro curva e captura alguma desta luz, criando uma estrutura semelhante a um anel em torno do buraco negro quando visto a partir da Terra. A escuridão no centro do anel é a sombra do buraco negro", explica o OES.

A galáxia M87 situa-se a 55 milhões anos-luz da Terra e tem um buraco negro com uma massa 6,5 mil milhões de vezes maior do que a do Sol.

As novas observações foram feitas em 2018 com uma rede de mais de uma dezena de radiotelescópios e vão permitir aos astrónomos estudarem os processos que ocorrem perto do buraco negro.

Os resultados das observações foram publicados na revista científica Nature.

Ciência

Mais Ciência

Patrocinados