«Se estivermos ao nosso nível, temos todos os motivos para ser felizes»

4 out, 15:39

Ana Borges considera que a seleção nacional tem tudo para levar de vencida a Bélgica

* por Rafael Ferreira

Se vencer a Bélgica na próxima quinta-feira, a seleção portuguesa feminina estará mais perto de uma inédita qualificação para um Campeonato do Mundo.

Ana Borges, uma das capitãs da «equipa das quinas», falou aos jornalistas e disse esperar uma partida difícil diante das belgas mas que as portuguesas poderão sair vencedoras.

«Sabemos do potencial que tem a Bélgica mas estivermos ao nosso nível, acho que temos todos os motivos para ser felizes», afirmou a atacante do Sporting.

Confrontada sobre uma possível retirada da seleção a competir no Mundial, a jogadora de 32 anos reconheceu que seria chegar ao nível mais alto da carreira.

«Se jogar no próximo jogo, farei a 150.ª internacionalização. Estar presente no Mundial seria finalizar a carreira na seleção no mais alto patamar», considerou.

Sobre o alegado assédio no futebol feminino, Ana Borges não fugiu ao assunto e deixou uma palavra de apoio às atletas.

«Um forte apoio as todas as vítimas, que não se calem e que denunciem, não tenham medo. Sei que por vezes há receio mas há plataformas que podem fazer de forma anónima. É um momento triste, é uma situação desagradável para quem a vive», concluiu.

Seleção

Mais Seleção

Patrocinados