Furavam os pneus e depois roubavam as vítimas com o pretexto de as ajudar

Agência Lusa , NM
8 jul, 20:23
Polícia. Foto: AP

Dois homens foram detidos pela PSP. Terão causado prejuízos de mais de um milhão de euros

Dois homens foram detidos em Lisboa por furto qualificado, suspeitos de participarem num esquema em que furtavam bens às vítimas depois de lhes furarem os pneus do carro, parando de seguida para alegadamente as ajudarem, anunciou a PSP.

Num comunicado divulgado esta sexta-feira, a PSP revelou que a operação, denominada “flat tire”, permitiu deter os homens, com 29 e 32 anos, que selecionavam no aeroporto de Lisboa vítimas com aparentes posses patrimoniais, para depois as perseguirem pela cidade.

Num dado momento, “os indivíduos ardilosamente provocavam o furo de um pneu, ajudavam na substituição do mesmo, enquanto alguns furtavam do interior das viaturas os bens mais valiosos sem que ninguém se apercebesse”, descreveu a PSP.

O grupo, que chegou recentemente a Portugal, é suspeito de ter provocado prejuízos no valor de 1.113.535 euros, acrescentou a PSP.

A detenção dos dois homens aconteceu após terem furtado duas vítimas que tinham chegado recentemente ao aeroporto e passeavam de carro pelo centro de Lisboa, causando um prejuízo de 863.360 euros.

As autoridades conseguiram ainda relacionar os suspeitos a um outro furto e recuperar bens furtados às vítimas.

Os suspeitos identificaram-se com documentos falsos e “têm registos homólogos noutros países da Europa, também sob falsas identidades”.

Depois de presentes a um juiz de Instrução Criminal de Lisboa, para primeiro interrogatório, vão ficar a aguardar julgamento em prisão preventiva.

A PSP realçou que a investigação deste grupo começou no dia 27 junho e envolveu a Equipa da Divisão de Investigação Criminal, especialmente criada para fenómenos de criminalidade itinerante.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados