Um morto e dois feridos em ataque a profissionais de saúde no Japão

Agência Lusa , AM
28 jan, 06:57
Japão (Associated Press)

Atacante foi detido pela polícia

Um médico morreu e outros dois profissionais de saúde ficaram feridos após o ataque de um homem que acabou detido pela polícia japonesa perto de Tóquio, noticiaram os meios de comunicação social nipónicos.

A polícia conseguiu entrar na casa do suspeito, um homem com cerca de 60 anos, que mantivera um médico refém durante quase 12 horas em Fujimino, um subúrbio do noroeste de Tóquio, noticiaram os 'media' locais.

O médico de 44 anos morreu esta manhã após ter sido transportado para o hospital em estado grave, disse o canal de televisão japonês NHK, que citou uma fonte policial.

Três profissionais de saúde foram a casa do homem na quinta-feira à noite para apresentar condolências após a morte de um membro da família do indivíduo.

Um deles, um enfermeiro de cerca de 40 anos, foi baleado. Foi hospitalizado e encontra-se estável, acrescentou a NHK. O terceiro, na casa dos 30 anos, foi também hospitalizado após ter sido atingido com gás lacrimogéneo.

A polícia esteve em contacto com o suspeito, tentando convencê-lo a libertar o refém, de acordo com a agência de notícias japonesa Jiji.

Mais de 100 residentes foram retirados das habitações pela polícia e as escolas próximas foram fechadas durante o dia, informou a agência noticiosa japonesa Kyodo.

Os crimes com armas de fogo são raros no Japão, sendo a posse estritamente controlada.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados