Frederico Pinheiro disponível para ir à comissão de inquérito à TAP

1 mai 2023, 13:57
Da demissão por telefone aos relatos de agressões no ministério: a cronologia da polémica no Ministério das Infraestruturas

Frederico Pinheiro enviou uma nota a Jorge Seguro Sanches em que se disponibiliza e disponibiliza também os contactos de email, dada “a atual falta de telemóvel”

O antigo adjunto do ministro das Infraestruturas, Frederico Pinheiro, manifestou ao presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito à TAP a sua “total disponibilidade” para prestar esclarecimentos aos deputados.

Frederico Pinheiro enviou uma nota a Jorge Seguro Sanches em que se disponibiliza e disponibiliza também os contactos de email, dada “a atual falta de telemóvel”.

"Com a devida consideração, endereço-me a Vossa Excelência na sequência dos requerimentos apresentados com vista à minha audição, a fim de comunicar a minha total disponibilidade para prestar quaisquer esclarecimentos que os Exmos. Deputados membros da CPI possam julgar necessários", lê-se na comunicação enviada à CPI.

A TVI e a CNN Portugal sabem que o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito ainda não viu o email enviado por Frederico Pinheiro. A CPI reúne esta terça-feira e nesse encontro serão determinadas novas audições. Entre elas, poderá estar a de Frederico Pinheiro.

Vários partidos entregaram requerimentos para ouvir Frederico Pinheiro na CPI.

Os elementos que são convocados a prestar esclarecimentos no âmbito de uma comissão de inquérito são obrigados a apresentarem-se no Parlamento, independentemente de terem ou não manifestado a sua disponibilidade

Os trabalhos da CPI à gestão da TAP têm data de término marcada para 28 de maio, mas devem prolongar-se depois desta data, dado que faltam ainda mais de 40 audições.

A CNN sabe que antes do fim de junho os trabalhos da CPI não devem estar terminados. O relatório final só será levado a plenário para aprovação a meados de julho.

Patrocinados