Ufa, encontraram o fruto que Frank Rubio perdeu no Espaço

CNN , Jackie Wattles
17 dez 2023, 16:00
Frank Rubio

Rubio "foi acusado durante algum tempo de ter comido" o fruto em causa, conta o astronauta da NASA Jasmin Moghbeli. "Mas agora podemos ilibá-lo"

Foi encontrado um fruto perdido no Espaço por um astronauta histórico

Talvez em nenhum outro lugar do universo um tomate fresco e maduro seja mais valioso do que na Estação Espacial Internacional, onde os astronautas vivem durante meses a fio, subsistindo principalmente de produtos pré-embalados e estáveis nas prateleiras.

É por isso que o astronauta Frank Rubio se tornou a figura central de um enigma que demorou meses a resolver.

Depois de Rubio ter colhido um dos primeiros tomates cultivados no Espaço no início deste ano, admitiu que o tinha perdido.

"Coloquei-o num pequeno saco e um dos meus colegas de tripulação estava a fazer um evento público com alguns alunos e pensei que seria fixe mostrar aos miúdos e dizer 'pessoal, este é o primeiro tomate colhido no espaço'", disse Rubio durante um evento mediático em outubro. "Estava bastante confiante de que o tinha colado onde era suposto colá-lo... e depois voltei e ele tinha desaparecido."

No ambiente de microgravidade do espaço, tudo o que não estiver preso a uma parede corre o risco de flutuar - destinado a passar a eternidade escondido num recanto ou numa fenda do laboratório em órbita do tamanho de um campo de futebol e das suas passagens labirínticas.

Rubio disse que provavelmente gastou entre oito a 20 horas do seu tempo livre apenas à procura do tomate.

"Infelizmente - porque esta é a natureza humana - muitas pessoas pensam 'ele provavelmente comeu o tomate'", disse Rubio. "E eu queria encontrá-lo sobretudo para poder provar que não o comi."

Mas ele nunca o encontrou.

Rubio regressou à Terra a 27 de setembro com o precioso produto ainda perdido a bordo da estação espacial.

Continuou perdido - até agora.

Durante uma conferência de imprensa a 8 de dezembro, os membros da tripulação de sete pessoas que permanecem na estação espacial revelaram que tinham finalmente localizado o tomate.

Rubio "foi acusado durante algum tempo de ter comido o tomate", disse a astronauta da NASA Jasmin Moghbeli. "Mas podemos ilibá-lo."

Tomate no topo de uma missão histórica

Os astronautas não revelaram onde estava o tomate nem especificaram em que estado se encontrava o produto quando foi encontrado.

Rubio supôs, em outubro, que provavelmente já tinha encolhido até ficar irreconhecível.

Devido à humidade na estação espacial, "provavelmente dessecou ao ponto de não se conseguir perceber o que era", disse Rubio.

Caso encerrado.

O regresso de Rubio à Terra em setembro foi um momento histórico. A sua estada na estação espacial - que durou mais de um ano - estabeleceu o recorde de mais tempo que um astronauta americano alguma vez passou em microgravidade.

Inicialmente, Rubio esperava passar apenas seis meses a bordo da Estação Espacial Internacional. Em vez disso, registou 371 dias após a descoberta de uma fuga de líquido de refrigeração proveniente da sua boleia original - uma nave espacial russa Soyuz - quando esta estava acoplada ao posto avançado em órbita.

Na sua entrevista de outubro, Rubio reconheceu como foram árduos os momentos da viagem.

"Permiti-me um dia para me sentir triste e com pena de mim próprio e depois tentei tomar a decisão consciente de dizer 'vamos ter uma boa atitude e vamos tentar fazer o melhor trabalho possível'", pensou Rubio ao saber que a sua estada seria prolongada por mais seis meses.

Ciência

Mais Ciência

Mais Lidas

Patrocinados