Violência policial e detenções em protestos contra a mobilização na Rússia

24 set, 18:31
Mais de 680 pessoas foram detidas este sábado em novos protestos contra a mobilização parcial decretada na quarta-feira pelo Presidente russo, Vladimir Putin, para reforçar as tropas na Ucrânia, segundo organizações independentes. "Às 18:51 em Moscovo (16:51 em Lisboa) já tinham sido detidas 689 pessoas em 30 cidades", assinalou a organização OVD-Info, que faz o seguimento de detenções na Rússia. O maior número de detenções teve lugar em Moscovo, onde as forças policiais tinham detido a essa hora 345 pessoas.

Patrocinados