Na Alemanha, a fé aliou-se à ciência para incentivar a vacinação

4 jan, 11:37
Numa região da Alemanha onde os níveis de vacinação são os mais baixos do país, um pastor convidou os fiéis a vacinarem-se na igreja. Em Chemnitz, cidade localizada no sul da Saxónia, a baixa taxa de vacinação (que rondava os 60% na altura do Natal) trouxe as mais altas taxas de infecção em Dezembro. "Nós não somos médicos nem profissionais. Mas temos espaço e voluntários que podem organizar algo", explicou o pastor da igreja luterana Christoph Herbst à Associated Press. A região da Saxónia tem testemunhado nos últimos anos o crescimento da extrema-direita, ligada também a um sentimento anti-vacinação, contra o sistema. Na semana passada, em várias cidades da região, centenas de pessoas marcharam em protesto contra o aperto das restrições para tentar conter a pandemia.

Europa

Mais Europa

Patrocinados