Fórmula 1: Zhou livre de perigo após acidente arrepiante

3 jul, 17:29
Zhou assistido após grave acidente em Silvestrone (AP)

Piloto chinês da Alfa Romeo já teve alta hospitalar

O chinês Guanyu Zhou (Alfa Romeo) teve alta hospitalar declarada pelo centro médico do circuito de Silverstone, depois de ter sofrido um acidente arrepiante na primeira curva do Grande Prémio da Grã-Bretanha, 10.ª prova do campeonato do mundo de Fórmula 1.

«O condutor do carro n.º 24 (Zhou) foi declarado apto e libertado do centro médico», anunciou a Federação Internacional do Automóvel (FIA), na rede social Twitter, pouco depois de ter dado conta da avaliação dos envolvidos nos incidentes ocorridos no arranque da prova britânica, que levaram à bandeira vermelha.

Alexander Albon (Williams) foi transportado de helicóptero para o hospital de Coventry, para avaliação preventiva, depois de a FIA ter revelado que os dois pilotos não tinham lesões graves.

O carro de Zhou foi ‘varrido’ pelo monolugar de George Russell (Mercedes), depois de um toque no de Pierre Gasly (Alpha Tauri), capotando e derrapando de forma invertida até embater na barreira que separa a pista da bancada, levando à mostragem da bandeira vermelha.

Ligeiramente atrás, Albon sofreu toques do francês Esteban Ocon (Alpine) e do japonês Yuki Tsunoda (Alpha Tauri).

A corrida esteve interrompida durante praticamente uma hora, tendo sido reatada, com o neerlandês Max Verstappen (Red Bull) no primeiro lugar, depois de ter ultrapassado o espanhol Carlos Sainz (Ferrari), que tinha partido pela primeira vez da «pole position».

Entretanto, o piloto já sossegou os fãs com uma mensagem publicada nas redes sociais.

Relacionados

Patrocinados