Toto Wolff e o Mundial de F1: «Ao nível da 'mão de deus' de Maradona»

18 dez 2021, 12:26
Hamilton, Bottas e Toto Wolff (Mercedes)
Hamilton, Bottas e Toto Wolff (Mercedes)

Líder da Mercedes ainda não ultrapassou o final do GP de Abu Dhabi

PUB

Toto Wolff, o chefe executivo da Mercedes, ainda não está conformado com o final do GP de Abu Dhabi, que terminou com a vitória de Max Vertsappen, da Red Bull. O piloto neerlandês tinha ido às boxes pouco antes para trocar os pneus e aproveitou a entrada do 'safety car' para ultrapassar Lewis Hamilton na última volta e ascender ao primeiro lugar.

«Injustiça? Está, definitivamente, ao mesmo nível da mão de Deus de Diego Maradona ou do golo de Wembley de 1966», disse o líder da marca alemã ao BILD, referindo-se ao célebre golo do astro argentino, em 1986, diante da Inglaterra, e ao «golo fantasma» validado aos ingleses na final do Mundial.

PUB

Wolff desvalorizou ainda as declarações do chefe da Red Bull Christian Horner, que havia acusado a Mercedes de «mau perder».

«São coisas que surgem das emoções. Não levámos para o lado pessoal. Eles mereceram a vitória», afirmou.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados