Foguetão que vai levar astronautas de novo à Lua chegou a plataforma para voo de teste

Agência Lusa , CF
17 ago, 22:26
Foguetão SLS Artemis (AP Photo/Terry Renna)

A NASA prevê lançar o foguetão no dia 29 de agosto, após sucessivos adiamentos ao longo dos anos. Depois desta missão, a NASA espera em 2024 levar astronautas para a órbita da Lua (Artemis II) e em 2025 para a sua superfície (Artemis III)

O foguetão que há de levar novamente astronautas à Lua, o SLS, chegou esta quarta-feira à plataforma de lançamento para o primeiro voo de teste, sem tripulação, agendado para 29 de agosto.

O novo foguetão da agência espacial norte-americana (NASA) saiu do seu hangar na terça-feira à noite, atraindo multidões de trabalhadores do Centro Espacial Kennedy, no Cabo Canaveral, no Estado da Florida.

Foram precisas quase 10 horas para o engenho de 98 metros de altura fazer uma curta viagem de seis quilómetros até à plataforma de lançamento.

Esta foi a terceira viagem do foguetão até à plataforma de lançamento.

Um teste de contagem decrescente em abril foi prejudicado por uma fuga de combustível e outros problemas de equipamento, obrigando a NASA a enviar o foguetão de novo ao hangar para reparação. O ensaio foi repetido em junho na plataforma com melhores resultados.

A NASA prevê lançar em 29 de agosto, após sucessivos adiamentos ao longo dos anos, o SLS no primeiro voo de teste do programa lunar Artemis.

No topo do foguetão seguirá a nave Orion com três manequins (que simulam os astronautas) equipados com sensores que vão medir os efeitos da radiação e vibração.

A nave irá voar em redor da Lua numa órbita distante durante algumas semanas antes de regressar à Terra e amarar no oceano Pacífico. O voo da missão Artemis I deverá durar mês e meio.

Depois desta missão, a NASA espera em 2024 levar astronautas para a órbita da Lua (Artemis II) e em 2025 para a sua superfície (Artemis III).

A agência espacial norte-americana quer marcar o regresso da presença humana a solo lunar com o primeiro astronauta negro e a primeira astronauta mulher.

Apenas astronautas norte-americanos, 12 ao todo, estiveram na superfície da Lua, entre 1969 e 1972, no âmbito do programa Apollo.

Apesar de ser mais pequeno do que o foguetão Saturno V, do programa Apollo, o SLS é mais potente.

Tecnologia

Mais Tecnologia

Patrocinados