Fogo em Baião encontra-se “extinto” mas operacionais mantêm vigilância ativa

Agência Lusa , DCT
8 jul, 23:24
Incêndio na Covilhã (Miguel Pereira Da Silva/ Lusa)

O alerta para o incêndio, nas zonas de Tresouras e Gestaçô, em áreas com grande declive, foi dado às 10:51

O incêndio florestal que deflagrou esta segunda-feira de manhã e chegou a ter cinco frentes encontra-se “extinto” desde o início da noite, disse à agência Lusa uma fonte da Proteção Civil do concelho.

“Neste momento não há nenhum foco ativo, o incêndio está extinto”, disse José Manuel Ribeiro, responsável pela Proteção Civil de Baião.

No terreno, segundo informação do ‘site’ da Proteção Civil, permanecem 146 operacionais, apoiados por 27 viaturas.

“O pessoal ainda está todo no terreno a fazer vigilância ativa para evitar quaisquer reacendimentos”, disse o responsável.

Ao longo do dia, o fogo “aproximou-se de uma habitação”, mas não houve registo de “quaisquer danos materiais”.

“Não houve nenhum problema, estava tudo limpo e não houve qualquer dificuldade”, destacou José Manuel Ribeiro.

A circulação na estrada que liga a Senhora da Graça a Anguião, em Gestaçô, que tinha sido encerrada por precaução, também “já foi restabelecida”, acrescentou.

O alerta para o incêndio, nas zonas de Tresouras e Gestaçô, em áreas com grande declive, foi dado às 10:51.

Cerca das 15:00, o fogo chegou a ter cinco frentes ativas, consumindo zonas de mato e eucalipto.

Durante a tarde, de acordo informação disponível na página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, as chamas chegaram a ser combatidas também por 10 meios aéreos.

País

Mais País

Patrocinados