Primeira-ministra finlandesa pede desculpa à nação por ir para a discoteca após contacto com um positivo à covid-19

9 dez 2021, 20:21
Sanna Marin pede desculpa aos finlandeses depois de sair à noite no mesmo dia em que um ministro testou positivo à covid-19
Sanna Marin pede desculpa aos finlandeses depois de sair à noite no mesmo dia em que um ministro testou positivo à covid-19

Numa entrevista à emissora pública do país, Sanna Marin admitiu ter agido "de forma errada" e fez um pedido de desculpas à nação. A lei finlandesa permite, contudo, que uma pessoa com as duas doses da vacina não precise de se isolar caso entre em contacto com alguém que testou positivo

PUB

A primeira-ministra da Finlândia, Sanna Marin, fez esta quarta-feira um pedido de desculpas à nação, depois de terem sido divulgadas imagens que mostram a chefe do executivo finlandês numa discoteca em Helsínquia, no mesmo dia em que o ministro dos Negócios Estrangeiros testou positivo à covid-19.

"Agi de forma errada. Deveria ter tido mais cuidado nesta situação", disse Sanna Marin, em entrevista à emissora pública, Yle, esta quarta-feira à noite.

PUB

Numa publicação na rede social Facebook, a primeira-ministra finlandesa, de 36 anos, contou que decidiu não cancelar a saída à noite, no sábado passado, depois de saber que o ministro dos Negócios Estrangeiros, Pekka Haavisto, com quem esteve em contacto, testou positivo à covid-19 no mesmo dia.

Nessa noite, o ministro da Defesa, Antti Kaikkonen, marcou presença num jantar - um evento para o qual foram igualmente convidados a ministra das Finanças, Annika Saarikko, e o ministro da Ciência e da Cultura, Antti Kurvinen, que acabaram por cancelar a sua presença precisamente para evitar contactos, depois de terem conhecimento do resultado positivo de Haavisto, com quem estiveram numa reunião na sexta-feira anterior.

PUB
PUB
PUB

Também o ministro dos Assuntos Económicos daquele país, Mika Lintila, marcou presença num jogo de futebol entre a Finlândia e a Letónia no domingo, apesar dos conselhos para evitar contactos com outras pessoas.

Sanna Marin adiantou que estava num restaurante quando recebeu uma chamada telefónica do seu secretário de Estado a informá-la do resultado de Haavisto. "Ele disse que os ministros não ficariam em quarentena porque têm todos as duas doses das vacinas", acrescentou, na mesma publicação.

A lei finlandesa permite que uma pessoa com as duas doses da vacina não precise de se isolar caso entre em contacto com alguém que testou positivo. Esse facto não foi suficiente para ser alvo de críticas dos seus adversários políticos.

Apesar de não ter quebrado as regras sanitárias do país (a lei finlandesa permite que uma pessoa com as duas doses da vacina não precise de se isolar caso entre em contacto com alguém que testou positivo), os partidos da oposição têm criticado o julgamento de Sanna Marin por não ter feito isolamento profilático de forma voluntária até que tivesse um teste com um resultado negativo.

PUB
PUB
PUB

Entretanto, tanto a primeira-ministra como os três ministros mencionados acima receberam já resultados negativos de dois testes à covid-19.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados