Fed abranda ritmo de subidas e aumenta juros em 50 pontos base

Agência Lusa , BCE
14 dez 2022, 19:15
Finanças (Getty Images)

Decisão surge depois de quatro reuniões consecutivas em que anunciou uma subida dos juros de 75 pontos base

A Reserva Federal norte-americana (Fed) abrandou o ritmo da subida da taxa de juro e anunciou esta quarta-feira um aumento de 50 pontos base, para um intervalo entre 4,25% e 4,50%.

"O Comité [FOMC] procura alcançar o pleno emprego e uma inflação próxima de 2% no longo prazo. Para apoiar esses objetivos, o Comité decidiu subir a taxa dos fundos federais para um intervalo entre 4,25% e 4,50%", anunciou hoje o banco central norte-americano, em comunicado, após o fim da reunião de dois dias do Comité Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês).

Depois de quatro reuniões consecutivas em que anunciou uma subida dos juros de 75 pontos base, o banco central norte-americano decidiu naquele que é o sétimo aumento desde março uma subida de 50 pontos base, conforme esperado pelos mercados.

Fed mais pessimista vê economia americana a crescer 0,5% em 2023

A Reserva Federal norte-americana (Fed) melhorou esta quarta-feira as projeções de crescimento económico dos EUA de 2022, mas piorou as de 2023 para 0,5%, esperando uma inflação de 5,6% este ano e de 3,1% no próximo.

Numa nota publicada esta quarta-feira, após o fim da reunião de dois dias do Comité Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês), a instituição liderada por Jerome Powell aponta para um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 0,5% este ano, quando em setembro esperava 0,2%.

Por outro lado, cortou a perspetiva do próximo ano para 0,5%, o que compara com os 1,2% que projetava em setembro.

A Fed espera ainda que a economia norte-americana cresça 1,6% em 2024 e 1,8% em 2025.

O banco central piorou também as projeções para a inflação, estimando uma taxa de 5,6% este ano e de 3,1% em 2023 (quando em setembro previa 5,4% para 2022 e 2,8% em 2023).

Considerando a inflação ‘core’, a Fed prevê uma inflação de 4,8% este ano (estimava 4,5% em setembro) e de 3,5% em 2023 (previa 3,1% em setembro).

As projeções da Fed apontam ainda para uma taxa mediana de juros de 5,1% em 2023, quando em setembro era de 4,6%.

Relacionados

Economia

Mais Economia

Mais Lidas

Patrocinados