Conceição: «O Francisco é um menino, ainda pensa que tem três ou quatro anos»

Sérgio Pires , Estádio do Dragão, Porto
30 abr, 22:40

FC Porto-Vizela, 4-2 (reportagem)

O 4-2 com que o FC Porto sentenciou o resultado final foi selado com um abraço especial no banco portista.

Após a assistência para o bis de Taremi, Francisco Conceição correu para os braços de Sérgio e acabou mesmo por lhe saltar para o colo.

Momento emotivo? O treinador, que também é pai, tenta não dar parte de fraco na conferência de imprensa. 

«Dou abraços aos jogadores. Não faço distinções. Agora, o Francisco é um menino. Às vezes esquece-se que está a jogar. Ele é que meteu as pernas para cima de mim. Não acredito que outro jogador o faça. Ainda é menino. Ainda pensa que tem três ou quatro anos», afirmou Conceição na sala de imprensa, tentando refrear as emoções.

«É um golo importante, num momento importante, que nos deu a possibilidade de acabar o jogo com justiça. Parabéns aos jogadores. Com isto não quero dizer que não fico extremamente orgulhoso com o que eles jogam. Olho para o Francisco da mesma forma que olho para os outros. Se tiver de jogar, joga, se não tiver de jogar, não joga. Se não, pegava nas minhas malinhas e ir embora. O que faço aqui ou em casa está muito claro na minha cabeça e no meu comportamento», concluiu o técnico portista.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados