Sporting apresenta queixa-crime contra Baía, Conceição e Rui Cerqueira

12 fev, 15:06
Frederico Varandas (André Kosters/Lusa)

Leões denunciam tentativas de agressão a Frederico Varandas no Dragão, que ficou sem carteira e telemóvel

O Sporting avançou contra uma queixa-crime contra Vítor Baía, Sérgio Conceição e Rui Cerqueira.

Em comunicado, os leões acusam o vice-presidente do FC Porto, o treinador e o diretor de comunicação de «agressões verbais e tentativas de agressão física» ao presidente Frederico Varandas.

A situação ocorreu no parque do Dragão, após declarações do presidente leonino na sala de imprensa do Dragão, no rescaldo do clássico de sexta-feira à noite. 

«Na sequência das declarações do presidente do Sporting, e quando este se deslocava para o autocarro da equipa, os três elementos, rodeados de vários seguranças, efectuaram uma espera a Frederico Varandas. Neste contexto, Rui Cerqueira abalroou de forma violenta o presidente do Sporting, retirando-lhe da mão a carteira com telemóvel, cartões pessoais de identificação e cartões de crédito, colocando-se de imediato em fuga. Apesar da presença da polícia no local, o aparelho e os documentos não foram encontrados», pode ler-se no documento, onde se refere que o clube «irá apresentar queixa-crime contra Vítor Baía, Sérgio Conceição e Rui Cerqueira».

Os leões informam também que farão uma «participação disciplinar com vista à interdição do estádio do Dragão, conforme previsto nos regulamentos, em virtude das agressões a jogadores do Sporting CP por elementos estranhos ao recinto de jogo».

FC Porto e Sporting empataram a dois golos em jogo da 22.ª jornada da Liga. O clássico terminou em confrontos já depois do apito final.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados