Só para heróis: dez momentos que construíram um campeão

7 mai, 20:35
FC Porto-Benfica

Do Funchal a Lisboa, dez jogos-chave da conquista do 30.º título do FC Porto

A caminhada do FC Porto para o título foi heroica, até porque bateu recordes e ameaça entrar nos melhores registos do campeonato. Mas não foi fácil. Houve momentos em que a equipa esteve próxima de cair para o lado errado, segurando-se a uma alma enorme.

O trajeto começou a 8 de agosto, no Dragão, num triunfo sobre o Belenenses, e acabou este sábado em Lisboa. Entre o ponto de partida e o de chegada passaram praticamente nove meses. O Maisfutebol escolheu os dez momentos mais marcantes dessa caminhada.

Um tropeção para começar a época
3ª jornada: Marítimo-FC Porto, 1-1

É um clássico: tal como tinha acontecido nas últimas quatro épocas, ou seja, desde que Sérgio Conceição chegou ao Dragão, o FC Porto não conseguiu vencer os três primeiros jogos. Esta época caiu nos Barreiros, perante o Marítimo, numa altura em que Marcano, Bruno Costa e Toni Martínez eram titulares, descolando da frente e deixando os rivais na liderança.

 

Luis Díaz em cima da hora
5ª jornada: Sporting-FC Porto, 1-1

Luis Díaz tinha chegado na véspera, após duas semanas na seleção, viajando direto para o hotel onde a equipa estava concentrada em Lisboa. Mesmo cansado e sem treinar, equilibrou um jogo em que o Sporting foi melhor e fez a vinte minutos do fim o golo do empate. O FC Porto ganhou claramente um ponto em Alvalade, mas ficou a quatro do líder Benfica.

 

A mãe de todas as reviravoltas
8ª jornada: FC Porto- P. Ferreira, 2-1

A 2 de outubro de 2021 o FC Porto iniciou a recuperação no caminho para o título, ao vencer em casa o P. Ferreira com golos Luis Díaz e Wendell, naquela que foi a primeira reviravolta da época. O Benfica perdeu surpreendentemente em casa com o Portimonense (0-1), deixou claro que afinal tinha vulnerabilidades e o FC Porto ficou a um ponto do primeiro lugar.

 

Há vida sem Luis Díaz
16ª jornada: FC Porto- Benfica, 3-1

No dia 30 de dezembro, o FC Porto teve o primeiro sinal de que havia vida para lá de Luis Díaz. O colombiano falhou o clássico com o Benfica devido à covid-19 e o FC Porto ganhou com golos de Fábio Vieira, Pepê e Taremi. Num jogo que marcou a estreia de Nélson Veríssimo, após a saída polémica de Jorge Jesus, e que marcou o fim do sonho encarnado.

 

O golo no último minuto que isolou o líder
17ª jornada: Estoril-FC Porto, 2-3

A última jornada da primeira volta foi de ótima memória para o campeão. O Sporting perdeu nos Açores e o FC Porto isolou-se no primeiro lugar com um triunfo por 3-2 no Estoril. Um triunfo demolidor: saiu para o intervalo a perder por 2-0 e na segunda parte fez três golos, para uma reviravolta concluída no último minuto com a arte de Francisco Conceição.

 

Uma vitória para acalmar o Dragão
20ª jornada: FC Porto-Marítimo, 2-1

O final de janeiro foi atribulado. Luis Díaz saiu para o Liverpool, o FC Porto perdeu o melhor jogador e melhor marcador do campeonato, e Sérgio Conceição não reagiu bem. O Dragão estava por isso perto de entrar em ebulição quando recebeu o Marítimo. É verdade que a exibição não foi boa, mas a equipa ganhou, Pepê marcou e tudo junto acalmou os ânimos.

 

O manual de sobrevivência para duros
22ª jornada: FC Porto-Sporting, 2-2

A 11 de fevereiro o Sporting entrou no Dragão a precisar de vencer para encurtar a distância e arrancou com toda a força: dois golos em pouco mais de meia hora. Comandado por um Fábio Vieira que marcou e assistiu, o FC Porto chegou ao empate depois, evitou que o Sporting vencesse e impediu o rival de se aproximar. Num jogo que acabou com cenas tristes.

 

Vitória sofrida na ressaca de Lyon
27ª jornada: Boavista- FC Porto, 0-1

Três dias depois de ser eliminado da Liga Europa, com um empate em Lyon, o FC Porto viajou até ao Bessa para o sempre difícil dérbi da Invicta. Um novo desaire podia abalar a equipa, mas o FC Porto venceu com um golo de Fábio Vieira (outra vez ele), num jogo em que falhou um penálti, atirou ao poste e acabou em sofrimento quando Musa rematou ao ferro.

 

Recorde com título à vista
29ª jornada: V. Guimarães-FC Porto: 0-1

A deslocação a Guimarães representava uma etapa fundamental, que o FC Porto ultrapassou com um golo de penálti de Taremi. Deu muito que falar, mas o certo é que o FC Porto venceu e ficou a depender apenas de ganhar os jogos em casa para ser campeão. Pelo caminho este FC Porto entrou para a história: fixou um novo recorde de 57 jogos sem perder no campeonato.

 

Por fim, campeões
33ª jornada: Benfica-FC Porto,

Após dois match points ao título que não se concretizaram porque o Sporting não falhou, o FC Porto entrou no clássico da Luz a saber que dependia apenas dele para ser campeão nesta noite: um ponto frente ao Benfica bastava-lhe para garantir matematicamente o título. A equipa não falhou, Zaidu fez o golo da vitória e finalmente soltou-se a festa. O Porto está na rua.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados