Rui Pedro Silva: «Faltou um golo para reentrar no jogo»

Nuno Dantas , Estádio Municipal de Famalicão
12 ago, 23:04
Rui Pedro Silva no Famalicão-Estoril

Técnico famalicense diz que a equipa está em processo de aprendizagem

Rui Pedro Silva, treinador do Famalicão, na sala de imprensa, após derrota por 3-0 frente ao Sp. Braga:

«Acho que ao intervalo o jogo não estava decidido porque no início da segunda parte tivemos uma reação excelente. Se tivéssemos feito as tentativas que tivemos na segunda parte, tínhamos reentrado no jogo. Não vou olhar tanto para o Braga, vou olhar para nós. Gostaria que tivéssemos feito mais, acho que temos obrigação de fazer mais, mas isto é um processo de crescimento de equipa. É um processo de aprendizagem.

[preocupa-o ainda não ter marcado golos?] A minha preocupação é não ter conseguido marcar nas oportunidades criadas e ter sofrido cinco golos em duas jornadas. São dois aspetos que temos de moldar. O futebol passar por momentos de equilíbrio e por isso temos de limpar estes dois aspetos.

[o que faltou este ano, ao contrário do ano passado, para entrar no jogo] No ano passado conseguimos marcar ainda na primeira parte, o que nos permitiu reentrar no jogo. Foram jogos distintos, mas obviamente todos queríamos voltar a acontecer este ano. Faltou-nos o golo para reentrar na partida. Temos de olhar para aquilo que fizemos bem e eliminar o que fizemos mal.

[aumenta a pressão para o jogo de Barcelos?] Não desejávamos ter começado o campeonato assim, mas neste momento a nossa exigência é grande porque temos adeptos que nos exige sempre o máximo. O jogo de Barcelos é o mais importante porque é o próximo, mas lutamos sempre pelos três pontos.

[má entrada no primeiro tempo já é recorrente] No ano passado tivemos muitas partes distintas, ou fazíamos uma boa primeira parte, ou uma boa segunda. Neste momento deve-se ao desconhecimento dos jogadores, aprendizagem do clube, o construir um onze base. Esta oscilação de jogo e de capacidade de o dominar, vai estabilizar.»

Relacionados

Patrocinados