Jovens há dois dias em greve de fome retiradas da Faculdade de Psicologia após pedido do diretor

11 mai, 12:12

assistidas pelo INEM

o diretor da faculdade, a minha preocupaçao é 

ontem já solicitei a intervençao do INEm e hoje também para avaliar os custos 

vou solicitar 

 

O diretor da faculdade adiantou à CNN Portugal que foi por sua solicitação que as jovens foram assistidas pelo INEM

As jovens ativistas que estavam há dois dias em greve de fome na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa (FPUL) contra o uso de combustíveis fósseis já foram retiradas do local e assistidas pelo INEM. A informação foi recolhida pela repórter da CNN Portugal que está no local a acompanhar a situação.

Em declarações à CNN Portugal, o diretor daquela faculdade adiantou que foi por sua solicitação que as estudantes foram assistidas pelo INEM, assumindo estar "apenas concentrado" na "proteção dos alunos".

A faculdade, que estava encerrada devido aos protestos, já foi entretanto reaberta.

As jovens, Teresa Cintra e Jade Lebre, estavam confinadas no acesso principal da FPUL desde a manhã de terça-feira, numa ação pelo fim dos combustíveis fósseis até 2030 e para exigir “eletricidade 100% renovável e acessível até 2025”.

Educação

Mais Educação

Patrocinados