Croácia
18'
0 - 1
Albânia

Partido Popular Europeu vence eleições europeias

Agência Lusa , PP
9 jun, 20:11
Parlamento Europeu (AP)

PPE deverá ficar com mais de 46 lugares do que os socialistas. Estas ainda são estimativas e não resultados finais

O Partido Popular Europeu (PPE) venceu as eleições europeias, que este domingo terminam nos 27 Estados-membros, ganhando 181 lugares, mais 46 do que os socialistas, revela uma primeira estimativa do Parlamento Europeu.

Segundo a primeira projeção, divulgada esta noite, o PPE (que integra PSD e CDS-PP) mantém-se como a principal força política europeia, seguido pelo grupo dos Socialistas e Democratas (S&D, inclui o PS), que conquistou 135 lugares e continua como segunda maior bancada.

Nesta primeira projeção do hemiciclo, baseada em 11 estimativas nacionais e 16 dados pré-eleitorais, o Renovar a Europa (que inclui Iniciativa Liberal) mantém-se no terceiro lugar, com 82 eleitos.

O grupo dos Conservadores e Reformistas (ECR) consegue 71.

A extrema-direita do Identidade e Democracia (ID, que inclui Chega) conquista 62 eurodeputados, enquanto os Verdes (que inclui Livre e PAN) obtêm 53 lugares.

A Esquerda Europeia (que integra PCP e Bloco de Esquerda) terá conseguido 34 lugares.

Esta primeira estimativa da assembleia europeia dá ainda conta de 51 eurodeputados não inscritos e outros 51 recém-eleitos não ligados a nenhum grupo político do parlamento cessante.

Falando antes da apresentação destes resultados preliminares, a presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, disse esperar que “o maior número de pessoas faça uso desta responsabilidade e desta oportunidade”.

O Parlamento Europeu é a única instituição da União Europeia (UE) eleita por voto direto.

No total, cerca de 361 milhões de eleitores dos 27 países da UE foram chamados a escolher a composição do próximo Parlamento Europeu, elegendo 720 eurodeputados, mais 15 que na legislatura anterior. A Portugal cabem 21 lugares no hemiciclo.

Nas anteriores eleições de 2019, foram eleitos 751 eurodeputados, quando o Reino Unido ainda fazia parte da UE, mas com a sua saída, passaram a existir 705 lugares.

Na legislatura que agora termina, o PPE tinha 176 eurodeputados, enquanto o S&D tinha 139. Seguiam-se o Renovar a Europa (102), os Verdes (71), o ECR (69) e o ID (49). A Esquerda Europeia tinha 37 parlamentares e havia 62 eurodeputados não inscritos.

Política

Mais Política

Patrocinados