Montenegro assume derrota mas ganha “muito alento” para continuar

Agência Lusa
10 jun, 00:51

Montenegro realçou que, sob a sua liderança, o PSD já venceu quatro eleições – duas na Madeira, uma nos Açores e as legislativas – considerando que “o balanço desta caminhada é francamente positivo”

O presidente do PSD assumiu este domingo a derrota nas eleições europeias e disse já ter felicitado o secretário-geral do PS, mas assegurou que o resultado da AD lhe dá “muito alento” para prosseguir o caminho dos últimos dois anos.

“O resultado de hoje dá-nos muito, muito alento para cumprirmos a caminhada que nos trouxe até aqui”, disse.

Segundo os resultados provisórios, o PS foi o partido mais votado, com 32,1% e oito eurodeputados, nas europeias de domingo, à frente da Aliança Democrática, que teve 31,1% e sete mandatos.

Questionado se este resultado o vai obrigar a dialogar mais com o PS, Montenegro considerou que “o Governo e a AD estão disponíveis para dialogar, negociar e encontrar consensos” com todas as forças políticas, em especial com o maior partido da oposição.

“Em tudo o que foi relevante das decisões do governo, abrimos sempre canais de diálogo com o PS. Mas há uma coisa que não conseguimos fazer, não conseguimos obrigar quem não quer consensualizar a fazê-lo”, avisou.

O presidente do PSD e primeiro-ministro repetiu a tese, já manifestada em várias ocasiões, que a não rejeição do programa do Governo no parlamento significa a disponibilidade para o deixar executar. “É nesse ponto que vamos continuar”, frisou.

Na análise dos resultados, Montenegro frisou ainda que, apesar do principal objetivo de vencer não ter sido atingido, a AD conseguiu melhorar os resultados face há cinco e dez anos e manteve a sua representação de sete eurodeputados.

“Mesmo numa circunstância política onde à nossa direita foram eleitos pelo menos quatro deputados de duas forças políticas inexpressivas no último ato eleitoral”, frisou.

Montenegro realçou que, sob a sua liderança, o PSD já venceu quatro eleições – duas na Madeira, uma nos Açores e as legislativas – considerando que “o balanço desta caminhada é francamente positivo”.

“Cada um tirará as ilações que entender, cada um fará a sua interpretação, a sua análise, nós respeitamos todos, mas agradecemos aos portugueses a renovada confiança que nos têm demonstrado”, assegurou.

O líder do PSD defendeu que “o Governo não esteve em campanha eleitoral”, mas assegurou que o executivo e a AD irão “continuar a cumprir os seus compromissos todas as semanas”.

Montenegro agradeceu ainda ao cabeça de lista da AD, Sebastião Bugalho, a “campanha extraordinária”: “Estamos orgulhosos, agradecidos e reconhecidos pela campanha que foste capaz de fazer”, disse.

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados