Mehmet Aurélio: «A geração portuguesa em 2008 era mais forte do que a atual»

Vítor Maia , Enviado especial ao Euro 2024
22 jun, 00:05
Mehmet Aurélio (Getty Images)

Presente no último duelo em fases finais de Europeus entre Portugal e Turquia, o antigo jogador antecipou o jogo deste sábado entre as duas seleções. Já como técnico, foi adjunto de Jesus no Fenerbahçe a quem teceu rasgados elogios

Dortmund recebe, este sábado, o quarto duelo entre Portugal e Turquia em fases finais de Campeonatos da Europa. O histórico de confrontos é favorável à Seleção Nacional que venceu as três partidas anteriores em 1996, 2000 e 2008.

Nascido no Brasil, Marcos Aurélio tornou-se no primeiro jogador naturalizado a jogar pelas «Estrelas Crescentes», esteve no último confronto entre as duas nações e foi titularíssimo na campanha turca na Suíça e na Áustria que só parou nas meias-finais.

«Em 2008 perdemos por 2-0, mas acho que desta vez o resultado pode ser diferente. Estou muito confiante nesta nova geração da Turquia, há muitos jogadores com qualidade e acredito que podem alcançar bons resultados neste Campeonato da Europa», antecipa, em diálogo com o Maisfutebol.

«Portugal é favorito, mas acho que a Turquia vai ganhar. Confio muito nesta nova geração da Turquia e acho que podem ter sucesso no Europeu. Melhor geração de Portugal? A seleção de Portugal em 2008 era mais forte do que a atual», acrescenta.

De férias com a família, o ex-jogador não tem muito tempo e aproveitamos imediatamente para viajar ao passado e perceber como é que o antigo médio acabou a representar a Turquia.

«A possibilidade de jogar pela Turquia surgiu quando representava o Fenerbahçe, o clube aproveitou para abrir mais uma vaga para um jogador estrangeiro no campeonato. Recebi muitas felicitações pela naturalização. Foi uma surpresa maravilhosa a forma como os adeptos me acolheram», diz.

«Jorge Jesus e Terim foram os melhores técnicos com quem trabalhei»

A estreia aconteceu em setembro de 2006 frente ao Luxemburgo, uma data que Mehmet não esquece. «O primeiro jogo é sempre marcante e não me esqueço. Recordo-me que estava muito nervoso, mas com o decorrer do jogo consegui acalmar-me. Ganhámos por 1-0 com um golo do Fatih Tekke.»

 

Mehmet Aurélio trabalhou no Fenerbahçe com Jorge Jesus.



Foi o primeiro de 37 jogos que Aurélio disputou pela Turquia, país onde ficou a viver após o fim da carreira. O antigo futebolista trabalhou como adjunto de Jorge Jesus no Fenerbahçe, treinador a quem teceu rasgados elogios.

«É um dos melhores treinadores que já vi na minha humilde opinião. Jorge Jesus e Fatih Terim foram os melhores técnicos com quem trabalhei», defende.

Outrora figura em campo, Mehmet Aurélio, nome que adotou após adquirir nacionalidade turca, vai iniciar a carreira como treinador. «Vou trabalhar no Antalyaspor na primeira divisão do futebol turco», concluiu.

A nova geração de Portugal tem a hipótese de contrariar a opinião de Mehmet Aurélio, não só no jogo de sábado, mas em todo o Europeu.

Relacionados

Euro 2024

Mais Euro 2024

Mais Lidas

Patrocinados