Joe Biden vai visitar o Kentucky após passagem mortal de tornados

Agência Lusa , DCT
13 dez 2021, 19:40
Tornado em Kentucky, nos Estados Unidos
Tornado em Kentucky, nos Estados Unidos

A maioria das vítimas mortais no Kentucky estava a trabalhar numa fábrica de velas, quando um poderoso tornado arrancou o telhado do edifício e matou dezenas de pessoas

PUB

O Presidente norte-americano, Joe Biden, anunciou esta segunda-feira que irá viajar para o Kentucky, na quarta-feira, para observar os danos dos devastadores tornados da semana passada, que mataram pelo menos 78 pessoas.

As autoridades norte-americanas atualizaram para 78 o número de mortes causadas por cerca de 30 tornados na noite de sexta-feira, 64 das quais no Kentucky, o mais afetado dos estados do centro dos EUA.

PUB

O governador de Kentucky, Andy Beshear, reviu em baixa, de 80 para 64, o número atual de vítimas mortais devido ao impacto de quatro tornados, apenas no seu estado, demonstrando alegria ao saber que muitos dos trabalhadores desaparecidos numa fábrica de velas foram encontrados, entretanto, com vida.

A maioria das vítimas mortais no Kentucky estava a trabalhar numa fábrica de velas, quando um poderoso tornado arrancou o telhado do edifício e matou dezenas de pessoas.

Depois de, na noite de domingo, ter declarado estado de catástrofe no Kentucky, Joe Biden anunciou esta segunda-feira que viajará na quarta-feira para o Kentucky, o estado mais fustigado pela passagem dos tornados, para observar de perto os danos e definir a ajuda federal a prestar.

PUB
PUB
PUB

Biden poderá vir a declarar estado de catástrofe para Illinois

A Casa Branca informou que Biden visitará Ft. Campbell, para um ‘briefing’ sobre as operações de resposta, partindo de seguida para Mayfield e Dawson Springs, para avaliar presencialmente os danos provocados pelos tornados.

O Presidente norte-americano disse que estava a definir o itinerário em consulta com as autoridades locais, para garantir que a sua presença não desvia a atenção da resposta de emergência em curso.

Biden também informou que poderá vir a declarar estado de catástrofe para o estado de Illinois - onde também pelo menos seis pessoas morreram, num armazém da empresa multinacional Amazon, em Edwarsdville, quando um telhado desabou – e para o estado de Tennessee, igualmente muito afetado pelos desastres naturais.

Este fenómeno meteorológico excecional atravessou seis estados, deixando um rasto de destruição ao longo de centenas de quilómetros, mas foi em Mayfield - uma cidade de cerca de 10.000 habitantes, no Kentucky – que se produziram os piores efeitos.

PUB
PUB
PUB

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados