EUA e Indonésia debatem em Bali energias renováveis e prevenção pandémica

Agência Lusa , AM
14 nov, 07:19
Joe Biden e Joko Widodo (Associated Press)

Os dois países aprofundaram as relações em 2010 com o estabelecimento de uma aliança para fomentar a cooperação em diversas áreas

Os líderes dos Estados Unidos e da Indonésia reuniram-se esta segunda-feira, à margem da cimeira do G20, em Bali, para debater a aliança na promoção das energias renováveis e combate a futuras pandemias.

"Amanhã [terça-feira], anunciaremos uma nova aliança para apoiar a transição da Indonésia para as energias limpas", disse o presidente norte-americano, Joe Biden, apontando para o dia de inauguração da cimeira do G20.

A Indonésia quer assinar um pacto com os países-membros do grupo para financiar programas que apoiem a eliminação gradual da dependência do carvão.

O país quer voltar-se exclusivamente para fontes de energia renováveis até 2060 e lançar um roteiro sobre taxas de emissões de carvão.

O chefe de Estado indonésio, Joko Widodo, agradeceu a Biden a presença em Bali e expressou esperança de que o evento sirva para estabelecer uma "cooperação concreta" que ajude o mundo na recuperação económica.

Os Estados Unidos e a Indonésia aprofundaram as relações em 2010 com o estabelecimento de uma aliança para fomentar a cooperação em diversas áreas, como reforço da democracia, educação, segurança, combate às mudanças climáticas, energia e comércio.

A colaboração foi reforçada em 2015, com o estabelecimento de uma parceria estratégica, que elevou a colaboração para questões de importância regional e global.

Só este ano, Washington planeia oferecer a Jacarta 150 milhões de dólares (145 milhões de euros) para apoiar o desenvolvimento e melhoria da segurança.

O encontro entre os dois líderes realizou-se às 12:30 (04:30 em Lisboa), num hotel na ilha indonésia de Bali, onde a cimeira do G20 vai decorrer, entre terça e quarta-feira.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados