Homem armado tenta atacar embaixada dos Estados Unidos em Beirute

Agência Lusa , AM
5 jun, 08:23
Líbano (AP)

Exército libanês reforçou a segurança enviando tropas para as áreas circundantes da embaixada.

O Exército do Líbano revelou, esta quarta-feira, que um homem armado foi detido depois de ter tentado atacar a embaixada dos Estados Unidos nos arredores de Beirute.

Em comunicado, o Exército libanês afirmou que o agressor é um cidadãos sírio, que ficou ferido após disparos dos soldados e que foi transportado para um hospital.

A imprensa libanesa informou que houve um tiroteio durante quase meia hora junto à embaixada dos Estados Unidos na zona de Aukar, a norte de Beirute.

Fonte da embaixada norte-americana disse que o ataque junto à entrada do complexo não causou vítimas entre os funcionários e que as tropas libanesas se mobilizaram rapidamente.

O Exército libanês reforçou a segurança enviando tropas para as áreas circundantes da embaixada.

Em 1983, um ataque bombista contra a embaixada dos Estados Unidos em Beirute matou 63 pessoas.

As autoridades norte-americanas atribuem a autoria do atentado de 1983 ao grupo armado libanês Hezbollah (Partido de Deus).

 Na sequência desse ataque, a embaixada foi transferida do centro de Beirute para o bairro cristão de Aukar, a norte da capital.

Um outro atentado bombista atingiu o edifício da embaixada - em Aukar, no dia 20 de setembro de 1984.

 Em setembro de 2023, as forças de segurança libanesas detiveram um cidadão libanês que disparou uma arma de fogo junto à Embaixada dos Estados Unidos, sem causar vítimas. 

Europa

Mais Europa

Patrocinados