Avião falha aterragem: pilotos adormeceram durante o voo

19 ago, 22:08
Avião da Ethiopian Airlines no aeroporto internacional de Addis Ababa, na Etiópia (Imagem Getty)

Especialista consideram que este é um “incidente extremamente preocupante” e alertam para os elevados níveis de exaustão e fadiga a que os pilotos estão expostos atualmente

O incidente ocorreu na segunda-feira a bordo de uma aeronave da Ethiopian Airlines. O Boeing 737-800 descolou de Cartum - capital do Sudão - e tinha como destino Addis Ababa - capital da Etiópia -, mas à chegada ao ponto de aterragem o avião prosseguiu a trajetória sem qualquer variação de altitude. A ocorrência está agora descrita no relatório do site especializado em incidentes aéreos The Aviation Herald.

Os dados agora tornados públicos mostram que o Boeing 737 circulava a 37 mil pés de altitude e assim se manteve, falhando a descida para o Aeroporto Internacional de Addis Ababa, a 15 de agosto, porque ambos os pilotos adormeceram.

Apesar das várias tentativas de contacto da torre de controlo, a tripulação manteve-se em silêncio até ao momento em que passou pelo suposto destino final e o piloto automático se desconectou - aí, de acordo com o The Aviation Herald, foram os alertas da própria aeronave a acordar os dois pilotos.

Foi então que a aeronave começou a diminuir de altitude e, 25 minutos depois, fez a aproximação ao solo na pista do aeroporto, onde, de acordo com o plano de voo, devia ter aterrado em primeira instância.

“Extremamente preocupante”

O analista de aviação Alexa Macheras recorreu ao Twitter, onde escreveu que está chocado com este ”incidente extremamente preocupante”, sugerindo que pode ter sido resultado da exaustão dos pilotos.

“A fadiga dos pilotos não é algo novo e continua a ser uma das principais ameaças à segurança aérea internacional”, pode ler-se.

Este relatório surge apenas meses depois de os pilotos das companhias Southwest Airlines e Delta Air Lines terem alertado para o facto de a exaustão dos pilotos estar a aumentar e para a necessidade de resolver os problemas da fadiga dos pilotos - que podem resultar em erros que colocam em causa a segurança aérea.

Relacionados

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados