A lipoaspiração ultrapassou a colocação de implantes mamários (e depois vem a blefaroplastia, a rinoplastia e a abdominoplastia)

14 jan, 10:00
Corpo (Unsplash)

O ponto da situação da cirurgia estética (mas também da estética não cirúrgica)

A lipoaspiração, também conhecida por cirurgia de remodelação corporal, foi o procedimento estético mais realizado em todo o mundo durante 2021. Foram realizadas 1.903,063 lipoaspirações, mais 24,8% do que em 2020, ano em que muitos centros estéticos e hospitais estiveram fechados devido à pandemia de covid-19. 

Segundo o mais recente relatório anual da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), esta cirurgia de remoção do excesso de gordura de algumas partes do corpo foi responsável por 14,8% das cirurgias estéticas feitas a nível mundial. Este aumento deve-se também a uma maior procura por parte dos homens, que representaram quase 300 mil dos procedimentos realizados.

Em todo o mundo foram realizadas 12,8 milhões de cirurgias estéticas e 17,5 milhões de procedimentos estéticos não cirúrgicos. Só nos Estados Unidos foram feitos 24,1% dos procedimentos estéticos cirúrgicos e não cirúrgicos (mais de 7,3 milhões), seguindo-se o Brasil (mais de 2,7 milhões) e o Japão (mais de 1,7 milhões). 

Na Europa, foi na Alemanha que mais procedimentos se realizaram. O país ocupa o quinto lugar a nível mundial, com mais de um milhão de procedimentos estéticos feitos em 2021, sendo que a maior parte (605 mil) dizem respeito a procedimentos não cirúrgicos, com destaque para o botox, hidroxiapatita de cálcio (usada para estimular a produção de colagénio) e o ácido hialurónico.

O relatório, divulgado esta semana e que contou com o depoimento de mais de 5.600 médicos de 117 países, diz ainda que, para os brasileiros, Portugal é o segundo país mais citado para a realização de procedimentos estéticos, ficando atrás dos Estados Unidos e à frente de Espanha na escolha destes cidadãos. No entanto, não consta qualquer informação sobre a estética em Portugal.

O top

Com a lipoaspiração a chegar ao primeiro lugar, a cirurgia de colocação de implantes mamários para aumentar o volume dos seios caiu assim para segundo lugar, representando 13% de todos os procedimentos estéticos realizados há dois anos, embora continue a ser o procedimento mais procurado pelas mulheres. Em 2021 foram realizadas cerca de 1,7 milhões de cirurgias para este fim.

De acordo com o relatório, no top cinco de procedimentos estéticos cirúrgicos incluem-se ainda a blefaroplastia (cirurgia da pálpebra), a rinoplastia (cirurgia do nariz) e a abdominoplastia. 

No que diz respeito a procedimentos estéticos não cirúrgicos, a aplicação de toxina botulínica (comummente chamada botox) e de ácido hialurónico ocupam respetivamente o primeiro e segundo lugar. Só para a aplicação de botox foram realizados no mundo mais de sete milhões de procedimentos estéticos, sendo que um milhão foi em homens. 

A depilação definitiva, a firmeza não cirúrgica da pele e a redução não cirúrgica de gordura corporal foram os outros três procedimentos mais procurados em 2021.

O relatório não contempla os procedimentos mais realizados em Portugal, mas especialistas disseram à CNN Portugal que a blefaroplastia e a rinoplastia têm sido as cirurgias mais procuradas e que a aplicação de toxina botulínica e de ácido hialurónico têm sido os procedimentos não cirúrgicos mais realizados.

O que elas e eles procuram

Olhando para géneros, a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética dá conta de que há mais homens a procurar procedimentos estéticos, sejam cirúrgicos ou não, mas que este mercado é ainda dominado pelas mulheres, que em 2021 apresentaram uma procura três a cinco vezes superior.

O aumento do volume dos seios foi ainda o procedimento cirúrgico mais procurado pelas mulheres, seguindo-se a lipoaspiração, a blefaroplastia, a abdominoplastia e o lift mamário (que não implica um aumento do tamanho do seio, mas sim trabalhar a sua firmeza e forma).

Quanto aos homens, a blefaroplastia foi a cirurgia estética mais feita, seguindo-se a ginecomastia, cirurgia que remove o aumento do volume mamário no homem. A lipoaspiração, a rinoplastia e a aplicação de enxertos de gordura no rosto foram os outros procedimentos que os homens mais procuraram em 2021.

Se olharmos para procedimentos estéticos não cirúrgicos, não há diferenças na escolha: botox, ácido hialurónico, remoção de pelos, firmeza da pele e redução de gordura foram os mais procurados, mas em escalas completamente diferentes. Enquanto a aplicação de toxina botulínica foi feita em mais de seis milhões de procedimentos em mulheres, nos homens pouco passou do milhão. O mesmo acontece com o ácido hialurónico, em que nas mulheres foram realizados 4,6 milhões de procedimentos e nos homens pouco mais de meio milhão.

Relacionados

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados