Sondagem CNN Portugal: 49% dos portugueses querem continuar confinados

13 jan, 18:55
Imagens do confinamento em Portugal
Imagens do confinamento em Portugal

Sondagem CNN Portugal com o "Estado da Opinião" dos portugueses mostra que os recordes de casos com a variante Ómicron levam metade dos portugueses a preferir a manutenção das medidas de contenção que terminam já esta sexta-feira

PUB

Com a variante Ómicron a registar recordes diários de contágios, os portugueses são cautelosos sobre a manutenção das medidas de contenção. De acordo com o resultado de uma sondagem da Aximage para a CNN Portugal, 49% dos inquiridos consideram que o confinamento deveria manter-se e 18% até defendem que as medidas até deveriam ser aumentadas.

Na próxima sexta-feira, dia 14, são aliviadas as medidas de contenção decretadas pelo Governo para travar o aumento da pandemia face aos contágios pela variante Ómicron.

PUB

A confiança no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e nos hospitais é grande ou muito grande para 51% dos inquiridos desta sondagem. Aliás, registam-se 13% de respostas negativas sobre este tema, uma percentagem que ilustra que a maioria dos portugueses acredita no trabalho do SNS.  

Para 78% dos portugueses, o Estado deve investir nos hospitais públicos, o que evidencia o caminho que preferem relativamente à saúde pública e privada. Nesta sondagem, apenas 18% consideram que deviam ser aumentadas as parcerias público-privadas.

PUB
PUB
PUB

FICHA TÉCNICA:

Universo: Indivíduos maiores de 18 anos residentes em Portugal.

Amostra: Amostragem por quotas, obtida a partir de uma matriz cruzando sexo, idade e região (NUTSII), a partir do universo conhecido, reequilibrada por género (2) grupo etário (4) e região (4). A amostra teve 413 entrevistas efetivas; 98 entre os 18 e os 34 anos, 119 entre os 35 e os 49 anos, 113 entre os 50 e os 64 anos e 83 para os 65 e mais anos Norte 148 Centro 93 Sul e Ilhas 57 Área Metropolitana de Lisboa 115.

Técnica: Aplicação online CAWI (Computer Assisted Web Interviewing) - de um questionário estruturado a um painel de indivíduos que preenchem as quotas pré determinadas O trabalho de campo decorreu entre 5 e 7 de janeiro de 2022.

Erro probabilístico: O processo amostral, não sendo aleatório, implica a não indicação do erro probabilístico Contudo, para efeitos de comparação, para uma amostra probabilística com 413 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,024 (ou seja, uma “margem de erro” a - 95% de - 4,82%.

PUB
PUB
PUB

Responsabilidade do estudo Aximage Comunicação e Imagem Lda sob a direcção técnica de Ana Carla Basílio.

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados