Onda de calor faz 84 mortes em apenas três dias em Espanha

15 jul, 18:42
Termómetros em Espanha podem atingir os 42 graus (Burak Akbulut/Anadolu Agency via Getty Images)

Trata-se da segunda vaga de calor que atinge o país, depois de 700 pessoas terem morrido pela mesma razão entre 11 e 18 de junho

A forte onda de calor que está a atingir a Europa provocou 84 mortes em Espanha só nos três primeiros dias, segundo a estimativa feita pelo Instituto de Saúde Carlos III, e que analisa a mortalidade diária. Terça-feira foi o número com maior excesso de mortes, sendo que aquela autoridade refere que 41 pessoas morreram por causa da temperatura.

Ainda segundo o mesmo relatório desde junho já morreram 942 pessoas por casusa das temperaturas elevadas em Espanha.

Trata-se do segundo episódio de excesso de mortalidade associado ao calor em Espanha no espaço de um mês, depois de se terem registado 700 mortes entre os dias 11 e 18 de junho.

Números que surgem um dia depois de a Direção-Geral da Saúde ter divulgado os dados para Portugal, revelando que o nosso País registou um excesso de mortalidade de 238 óbitos entre 7 e 13 de julho, números que também foram justificados com o calor.

Trata-se de uma vaga de calor que está a apanhar quase toda a Europa, incluindo países que não estão habituados a este cenário. Em Inglaterra, por exemplo, foi decretado pela primeira vez o estado de emergência nacional por causa das elevadas temperaturas, sendo que as autoridades estimam em 80% a probabilidade de o recorde de temperatura (que é de 38,7 graus) ser batido neste período.

Os estudos disponibilizados em Espanha indicam que todos os anos morrem cerca de 1.300 pessoas devido ao calor, um número que apesar de tudo é menor do que há uns anos. Em 2003, por exemplo, mais de seis mil pessoas morreram em apenas duas semanas por causa das altas temperaturas, uma situação que acabou por espoletar a criação de um plano nacional de medidas preventivas, que atualmente é aplicado de forma regular.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados