Redução de custos: Ford corta três mil empregos nos escritórios

Agência Lusa , BMA
22 ago, 18:02
Ford (AP Photos)

Cortes representam cerca de 6% dos 31 mil trabalhadores a tempo integral nos EUA e no Canadá

A Ford Motor Co. está a cortar cerca de 3.000 postos de trabalhadores administrativos enquanto tenta reduzir custos e fazer a transição para veículos elétricos.

Os responsáveis da Ford em Dearborn, no Michigan, anunciaram esta segunda-feira a decisão através de um e-mail.

Os cortes representam cerca de 6% dos 31 mil trabalhadores a tempo integral nos EUA e no Canadá.

Os 56.000 trabalhadores da produção da Ford não são afetados. Alguns trabalhadores na Índia também irão perder o posto de trabalho.

O presidente do Conselho de Administração, Bill Ford, e o CEO, Jim Farley, sinalizaram no e-mail que a Ford irá providenciar benefícios e ajuda significativa para os trabalhadores encontrarem novos empregos, acrescentando que a empresa tem a oportunidade de liderar a nova era de veículos elétricos.

“Construir esse futuro requer mudar e reformular praticamente todos os aspetos da forma como operámos durante mais de um século”, dizia o e-mail, acrescentando que tal “significa redistribuir recursos e abordar a estrutura de custos, que não é competitiva em relação às empresas tradicionais e novas.”

Farley e Ford justificaram que analisaram o trabalho de alteração de cada equipa para decidir onde os cortes seriam feitos.

A empresa determinou que a estrutura de custos não era competitiva face à General Motors, Stellantis e Tesla.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados