Conheça as ofertas de luz mais baratas no arranque de 2023

ECO - Parceiro CNN Portugal , Capital Verde
9 jan, 21:04
Energia (Pexels)

Os casos tipo disponíveis no simulador do regulador dão uma ideia dos melhores preços praticados neste início do ano.

O ano de 2023 arrancou dinâmico no mercado de eletricidade: são várias as ofertas comerciais que oferecem preços abaixo dos do mercado regulado. Começam nos 237 euros anuais para o típico casal sem filhos, se o cliente estiver disposto a aceitar algumas condições. Caso contrário, o patamar mais baixo situa-se nos 329 euros. Para um casal com quatro filhos, uma tarifa simples sem condicionantes implica preços anuais a partir dos cerca de 1.411 euros.

As ofertas mais vantajosas vêm acompanhadas de condicionantes, desde fidelizações a indexações. Neste segundo caso, o “senão” é a imprevisibilidade: com preços dependentes do mercado diário da eletricidade (onde os produtores vendem eletricidade aos comercializadores), há o risco de sofrer com as oscilações que nele se verificam, e que podem pressionar os preços.

Outra questão relevante é o custo do mecanismo ibérico. As projeções feitas têm por base uma estimativa deste custo, tendo em conta o valor médio verificado em dezembro, o que poderá naturalmente sofrer alterações nos meses seguintes.

Abaixo, apresentamos os dois tarifários que permitem uma fatura anual mais baixa dentro de cada perfil de consumo, seguidos daquele que é mais barato caso o cliente não esteja disposto a aceitar condições como fidelizações ou indexação ao mercado diário. É importante, contudo, ressalvar que cada caso é um caso: embora os perfis de consumo facilitados pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) sirvam como referência, há filtros mais finos que podem ser selecionados no simulador da ERSE (desde a tarifa bi-horária ao consumo que pode consultar na sua fatura), os quais permitem uma comparação mais realista para cada caso.

Casal sem filhos

(Potência 3,45 kVA, consumo 1.900 kWh/ano)

Plenitude, “Indexado”
237,03 euros por ano
Oferta indexada e com fidelização (obriga a uma permanência durante 12 meses)

Coopérnico, “Tarifário Coopérnico Base”
256,12 euros por ano
Indexada, condicionada (apresenta condições contratuais que condicionam a subscrição ao público em geral)

Repsol, “Leve mais (FE+DD+Serviço Apoio)”
329,41 euros por ano, energia 100% renovável

Casal com dois filhos

(potência de 6,9 kVA e consumo de 5000 kWh/ano)

Plenitude, “Indexado”
527,20 euros por ano
Oferta indexada e com fidelização (permanência durante 12 meses)

Coopérnico, “Tarifário Coopérnico Base”
625,05 euros por ano
Indexada, condicionada (condições contratuais que condicionam a subscrição ao público em geral)

Repsol, “Leve mais (FE+DD+Serviço Apoio)”
716,98 euros por ano, energia 100% renovável

Casal com quatro filhos

(10.900 kWh e escolha uma potência contratada de 13,8 kVA)

Plenitude, “Indexado”
1085,58 euros por ano
Oferta indexada e com fidelização (permanência durante 12 meses)

Repsol, “Leve sem mais”
1326,62 euros por ano, energia 100% renovável
Indexada

Repsol, “Leve mais (FE+DD+Serviço Apoio)”
1411,20 euros por ano, energia 100% renovável

Relacionados

Economia

Mais Economia

Patrocinados