Empréstimos à habitação com primeiro abrandamento desde outubro de 2020

Agência Lusa , DCT
27 set, 11:45
Habitação

No final de agosto de 2022, o montante total de empréstimos para habitação era de 99,7 mil milhões de euros

Os empréstimos à habitação registaram, em agosto, o primeiro abrandamento desde outubro de 2020, com um total de 99,7 mil milhões de euros, adiantou esta terça-feira o Banco de Portugal, em comunicado.

Assim, “no final de agosto de 2022, o montante total de empréstimos para habitação era de 99,7 mil milhões de euros, mais 0,2 mil milhões de euros do que no final de julho”, referiu.

De acordo com a instituição, “esta evolução representa um crescimento de 4,6% em relação a agosto de 2021, sendo, no entanto, a primeira vez desde outubro de 2020 que estes empréstimos registaram um abrandamento”.

Imobiliário

Mais Imobiliário

Patrocinados