13 consórcios de inovação entre empresas e universidades recebem 62% dos apoios do PRR

CNN Portugal , DCT
17 ago, 10:47
Preços, dinheiro, euro, inflação, economia. Foto: Marijan Murat/picture alliance via Getty Images

REVISTA DE IMPRENSA - Os restantes 38% do total de 612 milhões de euros a fundo perdido do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) estão destinados a entidades não empresárias do sistema de investigação e inovação

Dos 930 milhões de euros das Agendas Mobilizadoras, 612 milhões de euros já foram entregues a 13 consórcios de inovação e a entidades não empresárias do sistema de investigação e inovação (ENESII), num total de 350 a 400 empresas e entidades, mas ainda não é conhecido o valor que cada um irá receber.

De acordo com o jornal Público, do montante já atribuído de apoios a fundo perdido do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), a maioria (62%) é para as empresas e somente 38% para o sistema de investigação e inovação. 

No entanto, há ainda 38 consórcios à espera de apoios, só que deste primeiro bolo inicial das Agendas Mobilizadoras sobram apenas 318 milhões de euros. O jornal adianta que, para fazer frente a esta questão, pode ser necessário fazer um reforço financeiro ao programa, que deverá chegar com os 1.634 milhões de euros que Portugal irá receber de Bruxelas.

Segundo o jornal, as Agendas Mobilizadoras prevêem, por exemplo, que, em quatro anos, Portugal produza aviões e carruagens de comboio com 25% de incorporação nacional, tenha vinhas digitais, que contarão com drones e robôs na produção da uva, e que seja possível produzir uma tecnologia capaz de detetar bactérias multirresistentes a antibióticos, entre outros projetos que aliam a tecnologia e a inovação.

Relacionados

Economia

Mais Economia

Patrocinados