McDonald's Japão obrigada a racionar doses de batata frita

22 dez 2021, 06:16
Japão
Japão

Problemas na cadeia global de abastecimento obrigam gigante do fast-food a reduzir doses de batatas até ao final do ano

PUB

O Japão é um dos mais importantes mercados da McDonald's fora dos Estados Unidos, mas nem isso livrou a cadeia de fast-food de sofrer as consequências da crise global de abastecimento. A sucursal japonesa da marca norte-americana anunciou que entre o natal e o fim do ano irá racionar batatas fritas nos seus menus: na semana entre 24 e 31 de dezembro(pelo menos) será suspensa a venda de doses grandes e médias de batatas fritas. Nas 2.900 lojas da McDonald's no Japão apenas serão vendidas doses pequenas de batatas fritas - em contrapartida, o preço dos menus terá um pequeno desconto.

Trata-se de um plano de emergência para garantir “que a venda de batatas fritas aos clientes não é interrompida”, disse um porta-voz da companhia, citado pelo Financial Times.

PUB

O problema com o fornecimento de batatas fritas à principal marca norte-americana de fast-food no Japão é o resultado de um conjunto de fatores: por um lado, as disrupções na cadeia global de fornecimento, com excesso de procura e limites na oferta de contentores e cargueiros, bem como o estrangulamento nos grandes portos de mercadorias nos vários continentes; por outro, dificuldades relacionadas com a exportação de batatas do Canadá, um dos grandes fornecedores deste tubérculo para o Japão: grandes chuvadas, inundações e enxurradas no Oeste do Canadá interferiram na produção e transporte da batata exportada para o Japão. E o porto de Vancouver, na costa oeste do país, tem-se ressentido tanto da pressão sobre a cadeia de fornecimento como do impacto das intempéries.

PUB
PUB
PUB

Para contornar estes obstáculos, a McDonald's do Japão já anunciou que vai receber fornecimentos de batata por via aérea - apesar do acréscimo de custos, isso permitirá reduzir o impacto económico e reputacional de ficar sem um dos seus produtos mais procurados numa das épocas mais fortes de consumo no Japão.

Há várias décadas que os japoneses adotaram alguns produtos de fast-food americano como “pratos tradicionais” de natal, em particular pedaços de frango frito e nuggets de frango - com o habitual acompanhamento de batatas fritas. Neste mercado, a cadeia Kentucky Fried Chicken é o líder indisputado há bastantes anos, mas marcas como McDonald's e Burger King não abdicam da sua parte deste enorme mercado. 

A falta de um deste produtos, neste período, é um golpe na operação da empresa, sobretudo quando os concorrentes diretos não se queixam do mesmo problema.

A escassez de batata não é uma novidade no Japão, nem uma consequência apenas da pandemia e das disrupções que a covid-19 provocou no mercado global de matérias-primas. O caso mais recente aconteceu em 2017, quando uma má colheita de batata a nível nacional - mas em particular na ilha de Hokkaido, no norte do Japão - provocou falhas na oferta de batatas fritas. Na altura, houve uma corrida aos supermercados e muitos consumidores não hesitaram em açambarcar batatas…

PUB
PUB
PUB

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados