O património dele excede os PIB da Colômbia, da Finlândia, do Paquistão, do Chile e de Portugal: falemos sobre a fortuna de Elon Musk

CNN , Paul R. La Monica
6 abr, 18:24
Musk vale apenas cerca de menos 35 mil milhões de dólares do que o produto interno bruto do seu país de origem, a África do Sul. Foto: Jim Watson/AFP/Getty Images

Elon Musk vale mais do dobro de Warren Buffett e tem mais 100 mil milhões do que Jeff Bezos

O património do CEO da Tesla (TSLA) e da SpaceX está a chegar a uns impressionantes 300 mil milhões de dólares, segundo as classificações em tempo real da Forbes das pessoas mais ricas do mundo.

Isso significa que Musk, de 50 anos, tem mais de 100 mil milhões de dólares de diferença de Jeff Bezos, que está em segundo lugar, e que é o fundador da Amazon e dono do rival espacial de Musk, Blue Origin.

Os superlativos não se ficam por aqui. Musk, o membro mais recente do conselho do Twitter, tem mais do dobro da riqueza do lendário investidor e CEO da Berkshire Hathaway, Warren Buffett, que começou a investir em 1941, quando tinha 11 anos. O património do "Oracle de Omaha”, de 91 anos, está avaliado em “apenas” cerca de 125 mil milhões de dólares.

Musk também vale significativamente mais do que as fortunas combinadas dos antigos CEO da Microsoft, Bill Gates (136 mil milhões), e Steve Ballmer (100 mil milhões).  Assim como os cofundadores da Google, Larry Page (120 mil milhões) e Sergey Brin (115 mil milhões).

Musk é fã de desporto? Ele poderia comprar as 32 equipas de futebol americano (atualmente, valem mais de 112 mil milhões de dólares, de acordo com o site de dados Sportico) e ainda lhe sobrariam quase 190 mil milhões.

E Musk vale apenas cerca de menos 35 mil milhões de dólares do que o produto interno bruto do seu país de origem, a África do Sul, cujo PIB é de 335 mil milhões, segundo o Banco Mundial. O património de Musk excede os PIB da Colômbia, da Finlândia, do Paquistão, do Chile e de Portugal.

Musk está claramente em território desconhecido, no que toca a fortunas. Ele é a pessoa mais rica de sempre, segundo a Forbes.

Ainda assim, alguns especialistas argumentam que outros industriais norte-americanos dos séculos XIX e XX, tais como John D. Rockefeller e Andrew Carnegie, assim como monarcas e governantes, como Mansa Musa, do Império do Mali, do século XIII, e César Augusto, que governou de 27 A.C. até à sua morte, em 14 D.C., possam ter sido ainda mais ricos, se ajustados à inflação.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados