Capelas de Las Vegas proibidas de realizar casamentos temáticos com Elvis Presley

Agência Lusa , RL
2 jun, 07:27
Casamento "Elvis Presley" em Las Vegas

Decisão foi tomada pela empresa que gere os direitos do “Rei do Rock”

Algumas capelas de Las Vegas vão deixar de usar a imagem de Elvis Presley em cerimónias de casamentos temáticos, após decisão tomada pela empresa que gere os direitos do “Rei do Rock”, noticiou o Las Vegas Review-Journal.

No início de maio, a Authentic Brands Group enviou cartas a informar da decisão às capelas, embora a empresa tenha referido esta quarta-feira, em comunicado, que pretende fazer parcerias com estes espaços.

Com a imagem de Elvis tão intimamente ligada à indústria dos casamentos de Las Vegas, no Estado norte-americano do Nevada, alguns empresários realçam que a mudança pode acabar com os seus negócios.

"Somos uma empresa familiar e agora estamos a competir com os grandes”, realçou Kayla Collins, que gere a LasVegasElvisWeddingChapel.com e a Little Chapel of Hearts, juntamente com o marido.

Também a Clark County Clerk Lynn Goya, que liderou uma campanha de marketing que promovia Las Vegas como destino de casamento, referiu que a ordem para que as capelas parem de usar a imagem de Elvis não poderia ter surgido em pior altura para o setor.

A indústria dos casamentos naquela cidade gera 2.000 milhões de dólares (cerca de 1.880 milhões de euros) por ano e as autoridades apontam que os casamentos temáticos com Elvis Presley representam um número significativo das cerimónias realizadas.

Este fim de semana, uma capela trocou o imitador de Elvis por um artista com um casaco de couro, 'jeans' e um chapéu ‘fedora’ para uma cerimónia com o tema "rock 'n' roll", noticiou o Review-Journal.

A Graceland Wedding Chapel, que realiza 6.400 casamentos com tema de Elvis por ano, ainda não recebeu o aviso, segundo o responsável, Rod Musum.

Na carta de cessação, a empresa refere que interrompe o uso não autorizado do “nome, semelhança, imagem de voz de Presley e outros elementos da personalidade de Elvis Presley em anúncios, mercadorias e outros”.

A comunicação às capelas realça também que “Elvis”, “Elvis Presley”, e “The King of Rock and Roll” são marcas registadas protegidas.

Num comunicado divulgado esta quarta-feira, a Authentic Brands Group referiu que tem fortes relações com artistas que imitam Presley e garantiu que não há “intenção de fechar as capelas que oferecem pacotes de Elvis em Las Vegas”.

“Estamos à procura de fazer parcerias com cada uma dessas pequenas empresas para garantir que o uso do nome, imagem e semelhança de Elvis sejam oficialmente licenciados e autorizados, para que possam continuar as suas operações”, destacou a empresa.

A Authentic Brands Group supervisiona os direitos de grandes nomes como a estrela de cinema Marilyn Monroe e o ex-campeão mundial de boxe Muhammed Ali e ainda 50 marcas de consumo.

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados