Elon Musk está farto dos democratas: "Vou votar nos republicanos". E diz que vem aí sujidade

18 mai, 21:46
Elon Musk. (Patrick Pleul/Pool via AP)

Bilionário disse recentemente que pretendia reverter a proibição de Donald Trump escrever no Twitter

O CEO da Tesla - que anunciou recentemente a intenção de comprar o Twitter - afirmou esta quarta-feira, na mesma rede social, que mudou o sentido de voto: a partir de agora, Elon Musk vai votar no partido republicano nas eleições norte-americanas.

Segundo o magnata da tecnologia, em causa está a falta de "bondade" do partido democrata: "No passado votei nos democratas porque eles eram (principalmente) o partido da bondade. Mas tornaram-se o partido da divisão e do ódio, então não posso mais apoiá-los e votarei nos republicanos. Agora vejamos a campanha de truques sujos deles contra mim a desenrolar-se… 🍿", escreveu Elon Musk.

Importa referir que o bilionário de 50 anos disse recentemente que pretendia reverter a proibição que o Twitter impôs ao ex-presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump - que está impedido de escrever nesta rede social. Aliás, Elon Musk também já referiu que o Twitter é de extrema-esquerda porque está sediado na Califórnia, um estado conhecido pela sua política progressista.

Além disso, Elon Musk tem sido crítico do governo de Joe Biden e dos democratas pelas propostas de taxar bilionários e dar mais incentivos fiscais para veículos elétricos fabricados por sindicatos. A Tesla não tem sindicatos nas suas fábricas nos Estados Unidos.

Também no ano passado, a Tesla - que conta com a Califórnia como o seu maior mercado nos Estados Unidos - mudou a sua sede de Califórnia para o Texas, politicamente mais conservador.

Apesar de a noticia estar a ser bem recebida por parte dos republicanos - com um congressista pelo Arizona, Paul Gosar, a felicitá-lo publicamente -, a publicação de Elon Musk está também a gerar alguma controvérsia entre alguns utilizadores da rede social, que o acusam de incongruência.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados