Elon Musk foi pai de gémeos (de novo). Filhos são fruto de uma relação até agora secreta

CNN Portugal , FMC
7 jul, 17:52

Multimilionário passa a ter nove filhos. Empresário diz que "está a fazer o seu trabalho" para potenciar o crescimento demográfico

O multimilionário Elon Musk é agora pai de nove filhos, depois de se tornar público que teve gémeos em novembro passado. Os gémeos são fruto de um relacionamento com Shivon Zilis, diretora de operações e gestora de projetos da sua empresa de inteligência Neuralink.

Musk já tinha cinco filhos com a sua primeira esposa, Justine Musk - os gémeos de 18 anos Griffin e Vivian, que recentemente se assumiu transgénero e cortou laços com o pai, com o qual não "quer ser relacionada" e os trigémeos Damian, Kai e Saxon, de 16 , e dois com a cantora Claire Boucher, conhecida profissionalmente como Grimes - X AE A-XII, de 2 anos, e Exa Dark Siderael, de 7 meses.

A informação foi revelada pelo jornal Insider que teve acesso a um documento que o magnata e a executiva apresentaram em tribunal em abril que pretendia alterar o nome dos bebés de forma a "terem o apelido do pai e o apelido da mãe como nome do meio". 

O pedido foi então aprovado por um juiz de Austin, no Texas, onde os gémeos nasceram e onde vive Musk. Os bebés nasceram semanas antes de Musk e a cantora Claire Boucher serem pais pela segunda em dezembro. O casal separou-se em setembro.  

Zilis, com 36 anos e nascida no Canadá, além do cargo na Neuralink, desempenhado desde 2017, é ainda membro da direção da empresa OpenAI, segundo o perfil do Linkedin. Até 2019 acumulou, ainda, funções na Tesla, da qual Musk é dono, como diretora de projetos. O seu vasto currículo inclui também empregos em empresas de renome no mercado financeiro como a IBM e a Bloomberg Beta, permitindo que, em 2015, figurasse na lista da Forbes “30 under 30” (30 antes dos 30), sinal de excelência. O seu notório sucesso não passa despercebido e é considerada uma estrela em ascensão no campo da inteligência artificial, sendo um dos nomes falados para vir a liderar o Twitter se Musk conseguir que o acordo de compra seja oficializado.

Nessa mesma rede, a predileta de Musk para se expressar, demonstrou já por várias vezes a sua preocupação com as taxas de natalidade, chegando a afirmar, em maio, que "quanto mais ricos são os homens, menos filhos têm” e definindo-se como “uma rara exceção”.  

E tal não pode ser refutado, Musk está acima da média norte-americana no que toca ao número de filhos, que em 2020, rondava os dois. Em junho, voltou a falar do tema, afirmando que “os últimos dois anos têm sido um desastre demográfico”, destacando, em tom de brincadeira. “Eu estou a fazer o meu trabalho, ahahaha.” 

Relacionados

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados