"Primeiro assumi-me gay, mas foi diferente. A transfobia é tão, tão, tão extrema". Elliot Page partilha experiência sobre a transição

CNN , Lisa Respers France
8 jun, 22:00
Elliot Page (AP)

Elliot Page escreveu um ensaio para a revista Esquire sobre a sua experiência como homem transgénero.

A estrela da série "The Umbrella Academy" escreveu: "Nem consigo exprimir, por mais que exagere, a maior alegria que é realmente vermo-nos a nós próprios."

"Sei que pareço diferente dos outros, mas para mim estou a começar a parecer-me comigo mesmo", escreveu. "É indescritível, porque aqui estou eu. E graças a Deus."

As coisas nem sempre foram tão animadoras para o ator nomeado para os Óscares, que partilhou pela primeira vez a sua identidade transgénero em dezembro de 2020.

De acordo com o seu ensaio, foi vítima de bullying quando era criança.

"O bullying remete-nos para um lugar em que mais tarde, teremos muito que desaprender", escreveu. "Se te provocam, fazem troça de ti e te chamam nomes diariamente, não há maneira de isso não nos afetar — especialmente quando já sentimos muita vergonha."

Elliot diz que não esperava que a reação à sua transição “fosse tão grande”.

"Em termos da qualidade real da resposta, foi o que eu esperava: amor e apoio de muitas pessoas e ódio, crueldade e acrimónia de tantas outras", escreveu. "Assumi-me como gay em 2014, e é diferente. A transfobia é tão, tão, tão extrema. O ódio e a crueldade são muito mais incessantes."

Mas Page está mais do que feliz com a sua identidade.

"A maior alegria é poder sentir-me presente, literalmente, só para estar presente", escreveu. "Sair com um grupo de pessoas novas e ser capaz de me envolver de uma forma em que não sentisse uma sensação constante de fugir do meu corpo, uma sensação interminável de ansiedade e nervosismo e querer sair."

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Artes

Mais Artes

Patrocinados