Rio dá razão a ex-acionista da TAP e diz que Costa “faltou à verdade”

Agência Lusa , DCT
18 jan, 18:20
Rui Rio em Setúbal (EPS/ Tiago Petinga)

O presidente do PSD considerou “correto” o pedido de desculpas exigido pelo empresário a António Costa

O presidente do PSD deu esta terça-feira razão ao ex-acionista da TAP David Neeleman, que exigiu um pedido de desculpas a António Costa, considerando que o primeiro-ministro “faltou à verdade”.

Penso que ele tem razão, o primeiro-ministro claramente faltou à verdade ao dizer que o empresário está falido e todas as suas empresas tinham ido à falência e que a TAP se salvou porque o Estado ficou com a TAP”, afirmou Rui Rio, questionado pelos jornalistas, no final de uma arruada em Castelo Branco.

“Agora a TAP também não vai à falência porque nós, contribuintes, metemos lá muito dinheiro” acrescentou.

Por essa razão, o presidente do PSD considerou “correto” o pedido de desculpas exigido pelo empresário a António Costa.

A sua reputação foi ferida e tem direito à reposição da sua credibilidade enquanto empresário”, reiterou.

O ex-acionista da TAP David Neeleman espera um pedido de desculpas de António Costa, que diz ter "faltado à verdade" com declarações que afetaram o seu “nome e reputação”, no âmbito da pré-campanha para as legislativas.

Numa nota enviada à Lusa, David Neeleman faz alguns esclarecimentos face ao que acusa de serem "afirmações falsas" sobre a sua pessoa por parte do líder do PS, António Costa, no debate para as próximas eleições legislativas com o candidato do PSD, em que – cita o empresário – o também primeiro-ministro disse que o Estado comprou a companhia "'para prevenir precisamente que aquele privado que lá estava e que não merecia confiança, não daria cabo da TAP no dia em que fosse à falência'".

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados