José Soeiro sobre o Bloco de Esquerda: os “objetivos não foram atingidos”

Agência Lusa , DCT
31 jan, 17:46
José Soeiro

Para José Soeiro, “o resultado da esquerda, nomeadamente do BE, deve-se à bipolarização entre PS e PSD feita durante a campanha”

O Bloco de Esquerda admitiu esta segunda-feira que “os objetivos não foram atingidos” no distrito do Porto, apontando como justificação a “bipolarização entre PS e PSD”, e salientou como positivo o partido ter tido “melhor resultado que a extrema-direita”.

Em declarações à Lusa, José Soeiro, eleito deputado pelo círculo do Porto, afirmou que os resultados das eleições de domingo, que deram a maioria absoluta ao PS e uma descida de 19 para cinco deputados para o BE, são resultado da “estratégia de António Costa” que “começou com provocar a queda do Governo” em outubro.

Os órgãos nacionais ainda vão reunir mas há elementos analíticos, objetivos. Perdemos representatividade no Porto, elegemos só dois deputados, e não atingimos os nossos objetivos”, admitiu.

Para José Soeiro, “o resultado da esquerda, nomeadamente do BE, deve-se à bipolarização entre PS e PSD feita durante a campanha”.

Sobre os resultados, quer no distrito do Porto quer a nível nacional, o deputado bloquista referiu que “há uma queda da esquerda em favor do PS e uma recomposição da direita, nomeadamente a entrada da agressividade liberal que a Iniciativa Liberal representa”.

O bloquista salientou que os números são resultado da estratégia do líder do PS: “António Costa começou uma estratégia em outubro ao provocar a queda do Governo para ter uma maioria absoluta e conseguiu”, referiu.

Apesar dos resultados, Soeiro considerou como positivo o facto de no círculo do Porto o BE ter tido mais votos e eleito mais deputados do que o Chega.

Ficámos à frente da extrema-direita no distrito, o que é muito importante”, disse.

 

Relacionados

Decisão 22

Mais Decisão 22

Patrocinados