Dois meses após ter saído, Egito quer Queiroz de volta

17 jun, 15:03
Carlos Queiroz foi expulso no Camarões-Egito (Sunday Alamba/AP)

«Não falo com o Queiroz desde que ele deixou a seleção, mas é certamente um dos principais candidatos a treinar o Egito daqui para a frente», disse esta sexta-feira Hazem Emam, dirigente da federação

Passaram-se pouco mais de dois meses desde que Carlos Queiroz deixou o comando técnico da seleção egípcia, mas agora o português pode estar perto de voltar a ocupar esse cargo.

Ehab Galal, o sucessor de Queiroz, foi demitido na quinta-feira, e a federação egípcia já procura novo selecionador. É aí que entra o treinador luso.

«Respeito muito o Carlos Queiroz e o trabalho que ele fez com a seleção do Egito. Sei que os adeptos o criticaram por causa da abordagem defensiva que tinha, mas era difícil jogar como eles queriam», disse Hazem Emam, dirigente da federação, em conferência de imprensa, citado pelo King Fut.

«Não falo com o Queiroz desde que ele deixou a seleção, mas é certamente um dos principais candidatos a treinar o Egito daqui para a frente. Não vou revelar os nomes dos outros candidatos porque ainda estamos em negociações. Há muitos interessados nesta oportunidade», acrescentou.

Relacionados

Patrocinados