"Não podemos ser cegos e pensar que o problema da inflação se resolve com aumento de salários", diz presidente da CIP

Agência Lusa
11 abr, 17:08
António Saraiva

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), António Saraiva, afirmou esta segunda-feira que o problema da inflação não se resolve com aumento dos salários, defendendo a tomada de medidas que possam mitigar a "exponencial" subida dos custos.

“Se o Governo ou as empresas tivessem de reagir imediatamente ao valor da inflação estávamos constantemente a alterar salários e a inflação dos salários levaria inevitavelmente a inflação sobre inflação”, disse António saraiva, salientando que tem de haver “uma moderação”.

“Não podemos ser cegos e pensar que o problema da inflação se resolve com aumento de salários”, acrescentou.

O presidente da CIP falava à entrada para a reunião da Concertação Social convocada pelo Governo para discutir com os parceiros sociais o Orçamento do Estado para 2022 cujas linhas gerais foram apresentadas na manhã desta segunda-feira aos grupos parlamentares e deputados únicos, e que conta com a presença do ministro das Finanças, Fernando Medina.

Questionado sobre o impacto da subida da inflação no poder de compra, António Saraiva precisou que a falta de poder de compra das pessoas é semelhante ao problema das empresas perante o "exponencial aumento das matérias-primas, na escassez da mesma, nos elevados custos energéticos".

"É na nossa produtividade e no nosso crescimento económico que assenta a sustentabilidade dos salários", precisou, afirmando: "Se vamos atrás da inflação para subir os salários, não a conseguimos controlar, apenas a potenciamos".

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Economia

Mais Economia

Patrocinados